Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

01/04/2012
Infectologista aponta seis cuidados essenciais com a saúde

Vai viajar? Além de passagem e hospedagem, programe-se para prevenir e combater os problemas mais comuns que podem prejudicar a saúde nos dias de folga. Segundo o infectologista Alexandre Piva Sobrinho, professor do curso de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo – UNICID, os maiores cuidados a serem adotados estão relacionados com o excesso de bebidas alcoólicas, uso de drogas ilícitas e ingestão de alimentos contaminados. Outro ponto que merece atenção é o risco de desidratação e alergias provocadas pelas altas temperaturas do verão. O especialista explica que a transpiração aumenta muito nesta época, por isso, deve-se elevar o consumo de água, ainda mais se o intuito for acompanhar o ritmo dos blocos de rua, ensaios de escolas de samba e trios elétricos. O médico também alerta: “no calor, há crescimento de enfermidades transmitidas por insetos, como malária e febre amarela. O aumento das chuvas, muito comum neste período do ano, ainda pode trazer doenças, algumas vezes graves, como dengue e leptospirose, que podem se transformar em verdadeiras emergências médicas”, ressalta Sobrinho.

Para saber como se prevenir de doenças típicas que podem ocorrer nesta época do ano, o professor indica seis dicas essenciais para adotar:

1. Programe-se: É preciso planejar detalhadamente o roteiro de viagem levando em consideração as diferenças de clima, altitude e fuso horário, se for o caso. Procure informações sobre as doenças prevalentes do local escolhido e os seus riscos de aquisição. Atenção: se for preciso, reveja a necessidade de atualização de vacinas. “Pessoas sob cuidados especiais de saúde devem consultar o seu médico antes da viagem e obter certificado médico especificando o medicamento em uso”, ressalta o infectologista.

2. Evite: O excesso de bebidas alcoólicas e o uso de drogas ilícitas pode provocar consequências drásticas, como acidentes e internações por alcoolismo, desidratação e até coma alcoólico.

3. Cuide-se: DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), entre elas, gonorréia, sífilis, hepatite B e AIDS podem ser prevenidas. Outra situação constante, que não constitui doença, é a gravidez - muitas vezes, indesejada. A melhor e única maneira de prevenção é com o uso de camisinha, que não deve ser esquecida, mesmo após algumas doses de bebida alcoólica.

4. Não se descuide da alimentação: O preparo de alimentos sem os devidos cuidados com a higiene pode causar as desagradáveis intoxicações alimentares, culminando em vômitos e diarreia. “Uma boa prática é a ingestão de alimentos leves e saudáveis, e tomar de dois a três litros de água por dia”, afirma Sobrinho. É muito importante manter uma alimentação saudável com muitas frutas, legumes e verduras frescas. Todas bem lavadas!.

5. Evite queimaduras: Em regiões com altas temperaturas, é primordial evitar as tão temidas queimaduras. Não há segredos: para se cuidar, o uso diário de protetor solar com no mínimo o fator 30 de proteção é um item essencial para carregar na bagagem. “Mesmo em dias nublados, o seu uso torna-se obrigatório caso haja exposição solar. A aplicação deve ser feita a cada duas horas ou toda vez que entrar na água”, explica o médico. Acessórios como bonés, óculos escuros e guarda-sol ajudam a complementar a proteção. “Não esqueçam que até 20% dos raios solares são refletidos pela areia da praia”, afirma.

6. Fuja das alergias: Em viagens em feriados, principalmente no verão, as pessoas também são suscetíveis a contrair alergias, por isso, é preciso ficar alerta com plantas, alimentos ou substâncias desconhecidas. Desta forma, é possível evitar as temidas reações de hipersensibilidade, que se apresentam como manchas avermelhadas, pruriginosas (muita coceira) e em alto relevo. Fique em alerta: Caso a alergia cause falta de ar, um médico deverá ser consultado imediatamente. Além disso, o bom e velho repelente e as telas de proteção também ajudam a afastar os insetos que podem causar irritações ou até doenças.






Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas