Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

31/10/2012
Entorse de tornozelo

Entorse de tornozelo: tratamento evolui com dosagem
menor de medicamento e menos efeitos adversos




Um dos problemas mais frequentes nas emergências ortopédicas, a entorse de tornozelo é uma lesão que causa um estiramento ou ruptura de um ou mais ligamentos da articulação, restringindo seu movimento. Geralmente é decorrente de uma virada forçada no tornozelo.

As recomendações para tratamento envolvem imobilização imediata e uso de analgésicos e anti- inflamatórios para controle da dor. Como a maior parte das torções se encaixa nos graus leve e moderado, normalmente analgésicos não opioides, como o paracetamol, e anti-inflamatórios não esteroides (AINES) são os mais utilizados. Estes medicamentos, apesar de seguros na maior parte dos casos, podem levar a complicações gastrintestinais e cardiovasculares, dependendo do tempo de uso e do perfil do paciente.

Estudo inédito coordenado pelo ortopedista Rogério Teixeira (CRM 73.163), especialista do Núcleo de Ortopedia do Hospital Samaritano, avaliou que doses menores do analgésico etoricoxibe são efetivas e ainda trazem menos efeitos adversos. A pesquisa clínica incluiu 50 pacientes, com média de 32 anos, e foi realizada de agosto de 2009 a fevereiro de 2010. Os pacientes foram divididos em dois grupos, sendo que um tomou 90 mg de etoricoxibe e o outro tomou 60 mg em dose única diária.

O especialista do Hospital Samaritano ressalta que “o resultado demonstrou que qualquer uma das doses são efetivas e bem toleradas para o controle da dor em pacientes que tiveram torção articular da região do tornozelo. Antes, era recomendada um dose diária de 120 mg.”

Outro aspecto importante do estudo é que foi o primeiro a comprovar a eficácia deste medicamento para dor aguda ortopédica, já que só era utilizado para dores dentária e pós-operatória.“Este estudo pode servir de estímulo para novos trabalhos nesta área. Comprovando que uma dose menor de medicamento pode ser efetiva nos casos de dor aguda, será possível evitar complicações clínicas importantes”, garante Teixeira.





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas