Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

24/05/2013
Por que temos mais fome no frio?



























Saiba como ir devagar com a comida no tempo mais frio e como preservar a saúde!


O organismo exige mais energia quando o termômetro registra baixas temperaturas. Mas isso não é desculpa para abusar de chocolates e outros itens hipercalóricos. Saiba como ir devagar com a comida e preservar a saúde.

De acordo com a Dra Liliane Oppermann (*), o corpo humano é homeotérmico, ou seja, possui temperatura interna estável. Por meio do controle das taxas metabólicas, é possível equilibrar os níveis internos de temperatura de acordo com o ambiente externo. Em termos mais simples, esse controle impede que nosso corpo “congele” quando os dias estão mais frios ou que “ferva” na época do verão?

Nosso organismo é capaz de adaptar a própria temperatura ao clima, mas não é capaz de fazer isso sozinho, sem o apoio de elementos externos que garantem a energia a ser trabalhada e aceleram o metabolismo para manter a temperatura interna por volta dos 37º C.

E a energia vem da comida. Com esse gasto extra é possível consumir um pouco mais de calorias. Alguns estudos mostram que em temperaturas abaixo de 10º C, o metabolismo basal pode aumentar entre 10% a 15%. Isso significa cerca de 120 a 150 kcal a mais para as mulheres, e 200 a 250 kcal adicionais para os homens.

Mas para se ter uma ideia, uma xícara (200ml) de chocolate quente oferece aproximadamente 150 kcal, enquanto uma fatia de bolo simples (60g) cerca de 200 kcal. Portanto, essa quantidade adicional de energia de que o corpo necessita para manter a temperatura interna não é muito significativa, e o que geralmente acontece é que escolhemos alimentos quentinhos, mais doces e gordurosos, e que fornecem muito mais calorias do que precisamos.O resultado disso: alguns quilinhos a mais na balança .

E junto com os quilos, os excessos à mesa também podem ser determinantes para o surgimento de doenças como hipertensão e obesidade. Contribuem também para o aumento dos níveis de colesterol e triglicéride que elevam os riscos de problemas cardiovasculares.


O QUE COMER?
Invista nos alimentos que demoram a ser metabolizados e liberados pelo estômago : as proteínas (carnes, principalmente) são uma boa pedida. Os carboidratos dão a falsa sensação de saciedade, mas isso logo passa.

• Confira algumas dicas para controlar o apetite ou deixar as guloseimas menos calóricas

1. SOPAS: prefira aquelas feitas com legumes batidos, em vez de creme de leite. Para dar uma engrossada, adicione farelo de trigo, pois, além de dar mais sabor, proporciona uma sensação de saciedade, regula a função intestinal e controla os níveis de colesterol.?

2. CHÁS: são ótimas alternativas para esquentar o corpo, além de deliciosos e diversificados.

3. CHOCOLATE QUENTE: utilize leite desnatado e achocolatado diet. Mas o melhor mesmo é abusar dos chás.?

4. QUEIJOS: dê preferência aos brancos e light, mas não exagere na quantidade.

5. FONDUE: prepare-a com leite desnatado e queijos magros e troque o pão ou o biscuit por legumes.?

6. FRUTAS: abuse das frutas típicas desta temporada: morangos, tangerina, laranja e maracujá. Elas podem ser consumidas constantemente, já que são boas fontes de vitamina C.


Mitos ou verdades
- Ficamos mais sonolentos quando está frio? Sim. A sonolência se dá por causa da diminuição da luminosidade que acontece no inverno. O ciclo do sono é influenciado pela luz do sol, que regula a produção da melatonina, hormônio estimulado pela escuridão. Como no inverno escurece mais rápido, produzimos mais melatonina. É o excesso dela que dá mais soninho...??

- Bebidas alcoólicas esquentam??Não. O fluxo sanguíneo aumenta por causa da vasodilatação que o corpo sofre com o álcool circulando pelas veias. Isso dá uma sensação de calor, mas é temporária. ??

- Fazemos mais xixi no frio??Sim. Como transpiramos menos no inverno, o rim e a bexiga precisam trabalhar mais para eliminar líquidos. A urina aumenta.??


(*) Dra Liliane Oppermann – CRM 123314





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas