Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

10/06/2013
Dor na coluna: identifique o problema através dos sintomas!

Má postura, sedentarismo, obesidade, alterações das curvaturas da coluna, envelhecimento, crescimento acelerado, distúrbios hereditários e atividades frequentes como agachar e levantar pesos excessivos estão entre os principais causadores da dor da coluna. As dores não têm idade para aparecer e podem acometer tanto numa criança, devido às mochilas, quanto nos adultos, por causa do desgaste das estruturas.
Segundo o neurocirurgião formado pela USP e membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN), Mauricio Mandel (CRM 116095), os tipos de dores mais comuns nas costas são as da coluna cervical (pescoço), chamada de cervicalgia da coluna dorsal, mais conhecida como dorsalgia, e as da lombar, conhecida como lombalgia. “A região lombar é composta por cinco vértebras, sendo responsável por manter a postura e o equilíbrio do corpo, além de proteger estruturas vitais nervosas, como nervos que vão para as pernas. Por isso, qualquer dor nas costas não deve ser ignorada”, explica.



De acordo com o neurocirurgião, oito em cada dez pessoas sofrem ou vão sofrer de dores na coluna ao longo da vida. Isso ocorre porque a maioria das pessoas não se preocupa em manter a postura correta. “Quando a coluna é utilizada de maneira imprópria ocorre um desgaste de forma mais intensa, que somado durante anos, pode resultar em problemas como o bico de papagaio”, afirma o médico.

Para facilitar a compreensão das dores e suas causas, elas foram divididas em três segmentos, correspondentes às partes da coluna:

Dor lombar - está entre as dores que mais acometem o ser humano, perdendo apenas para a cefaleia. Atinge 80% da população adulta com menos de 45 anos. Chamada de lombalgia, afeta a coluna lombar e não é uma doença, mas um sintoma que pode ter mais de 50 causas diferentes. “Entre 25 e 30 anos, os discos intervertebrais, que protegem e amortecem o atrito entre as vértebras na coluna, podem começar a apresentar complicações. Esse desgaste ocorre naturalmente, mas pode ser acentuado por causa dos maus hábitos, como fumar, carregar excesso de peso e falta de consciência postural”, alerta o neurocirurgião.

Dor dorsal - menos frequente, apresenta características próprias. A dor acomete a região torácica posterior (região das costas).

Dor cervical - é caracterizada por dor e rigidez transitória na região entre o tronco e a cabeça e tem causas diversas. Costuma se manifestar mais em idosos, profissionais que executam atividades braçais ou que adotam vícios posturais.

Atenção aos sintomas
Conseguir identificar o tipo de dor nas costas pode ajudar no diagnóstico e no tratamento do problema. “As dores nas costas costumam seguir um padrão de acordo com o tipo. Geralmente, a pessoa tende a sofrer com dores musculares, fisgada, queimação e formigamento na região”, ressalta Mandel.
Nem sempre a dor na coluna começa nas costas, o corpo pode emitir outras dores que correspondem à dor na coluna. Por isso, fique atento:

Dor de cabeça
Se a dor de cabeça for persistente ou aumentar com estresse emocional, esforço físico e ansiedade, ela pode significar uma cefaleia cervicogênica. A cefaleia cervicogênica é uma cefaleia com um componente cervical predominante, tem como a principal causa alguma alteração cervical (do pescoço, nuca).

Pernas
Você pode notar problema na coluna se notar que a sola dos seus sapatos está uma diferente da outra. “A alteração da pisada pode estar interferindo na postura. Para ter certeza dessa mudança o paciente é submetido a um exame computadorizado capaz de diagnosticar o problema”, comenta Mandel.

Pescoço
A cervicalgia é uma dor que atinge a base do pescoço e pode ter relação com algum problema de coluna. “O paciente com cervicalgia costuma apresentar uma alteração na mobilidade do pescoço e a dor durante a palpação da musculatura do pescoço, podendo também abranger a região do ombro e, nos casos mais graves, em todo o membro superior”, acrescenta o médico.

Ombros e braços
Dores de coluna podem irradiar para os braços, provocar alterações na cintura (um lado mais cavado quando comparado ao outro) e ombros em alturas diferentes. “O diagnóstico da dor na coluna é difícil, pois existem mais de 50 causas de dor em coluna lombar",revela o neurocirurgião. Por isso, é importante que o paciente fique atento a qualquer sintoma.

Prevenção e Tratamento
O tratamento irá depender da causa desta dor nas costas, se é uma protrusão, uma hérnia, ou se o problema é somente postural, muscular e ergonômico. “O tratamento pode ser feito por meio de anti-inflamatórios e relaxantes musculares. Mas é importante consultar um especialista para encontrar a origem do problema e evitar o agravamento da condição”, aconselha o Dr. Mauricio.

Algumas mudanças de hábito podem prevenir o surgimento de dor na coluna. Siga essas dicas:
Cuidado na hora de sentar

É importante apoiar as costas no encosto da cadeira, de maneira que os joelhos fiquem acima do nível do quadril e os pés fiquem bem apoiados no chão.

Fique de olho no excesso de peso
Na hora de carregar bolsas, malas e pacotes, divida os pesos igualmente nos dois lados do corpo. Levar tudo em um dos braços pode trazer complicações e dores na coluna.

Levantamento de objetos
Para levantar qualquer objeto do chão, dobre os joelhos para que o peso seja absorvido pelos músculos das pernas e não pela coluna vertebral. Jamais curve apenas as costas para alcançar e levantar qualquer objeto, mesmo os mais leves.

Entrar e sair do carro
Tanto para entrar como para sair do automóvel, fique sentado, gire as pernas e o tronco ao mesmo tempo. É importante evitar torcer as costas.

Coloque as roupas sentados
Calçar meias e sapatos e mesmo vestir uma calça em pé, dobrando-se para frente, pode causar dores nas costas e na região lombar, devido à torção que a coluna precisa realizar.



Veja mais sobre o Assunto Dores nas Costas em nossa coluna:

1) Em forma com Pilates com Profa. Danielle Rotondo

2) Dicas de Atividade Física, com José Carlos Altieri

3) Qualidade de Vida, com Profa. Priscilla de Arruda Camargo

4) Cuide da Saúde com Exercícios, com Prof. Dr. Marco Uchida

5) Ortopedia e Saúde com Dr. Roberto Ranzini





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas