Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

15/08/2013
13 causas incomuns de constipação intestinal (prisão de ventre)!

Alguns laxantes funcionam estimulando a atividade intestinal. No entanto é importante destacar que laxantes só devem ser ingeridos com prescrição médica



A constipação intestinal funcional, mais conhecida como intestino preso ou prisão de ventre, é um problema que afeta grande parte da população brasileira, principalmente o público feminino. Além de gerar um desconforto na região abdominal, se não tratado corretamente pode favorecer o aparecimento de doenças do intestino.

Segundo Sender Jankiel Mizsputen, médico gastroenterologista e secretário geral da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), os sinais para identificar a constipação (doença) são: frequência evacuatória menor que três vezes por semana, fezes de calibre fino, endurecidas, em pequeno volume e esforço para evacuar.

A professora do curso de especialização em Nutrição Clínica da FMP/Fase, Patrícia Andrade, explica que a frequência na evacuação varia de acordo com cada pessoa, e outros fatores, como o sedentarismo, a gestação, as alergias e a inibição, também contribuem para o problema.


O que causa a prisão de ventre?
A causa mais frequente da constipação crônica, segundo a especialista Patrícia, é a má alimentação. “A pouca ingestão de fibras e líquidos pode determinar, pois esses nutrientes aumentam o volume das fezes, mantendo-as hidratadas e macias” afirma. Para isso, Patrícia recomenda a ingestão de 25/30g de fibra, que são encontradas em frutas, vegetais e grãos, e o consumo de 2 litros de água diariamente. Além destas causas citadas “Ignorar repetidamente o desejo de ir ao banheiro, não beber água suficientemente e/ou a falta de exercícios físicos também contribui. “Mas a constipação intestinal também tem outras causas menos conhecidas, incluindo certos medicamentos e suplementos, bem como condições médicas potencialmente graves”, informa o gastroenterologista Silvio Gabor, (CRM-SP 47.042).


O que pode estar causando o seu problema do intestino? A seguir, listamos 13 possíveis causas da constipação que você pode considerar:

1. Hipotireoidismo ou hipoatividade da tireoide retarda os processos metabólicos do corpo, até mesmo do intestino
Nem todas as pessoas com disfunção da tiroide têm prisão de ventre, assim como nem todos os casos de prisão de ventre significam que a tiroide da pessoa esteja funcionando de maneira irregular. Ainda assim, "quando atendo um paciente jovem que está constipado mais do que o normal e reclamando de dores abdominais, busco investigar também o funcionamento de sua tireoide”, diz o médico.

2. Analgésicos, especialmente narcóticos, podem causar prisão de ventre
"Um grande número de receptores das drogas narcóticas estão no aparelho digestivo, por isso, em geral, é uma boa ideia prescrever laxantes suaves para os usuários dessas drogas. Alguns estudos sugerem também que pode haver um risco maior de constipação intestinal para pessoas que são usuárias crônicas de analgésicos como aspirina e ibuprofeno”, afirma Gabor.

3. Chocolate
Há algumas evidências de que o chocolate pode causar prisão de ventre, embora outros estudos digam que o chocolate pode ajudar algumas pessoas constipadas. “Em um estudo de 2005 ficou comprovado que pessoas com constipação crônica ou síndrome do intestino irritável são mais propensas do que as pessoas sem esses problemas a afirmar que o chocolate causa constipação, assim como bananas e chá preto. Eliminar ou cortar o chocolate por causa da constipação é uma decisão que deve ser avaliada individualmente”, diz o gastroenterologista Silvio Gabor.

4. Vitaminas
Em geral, vitaminas não causam obstipação, mas certos componentes, tais como cálcio e ferro podem ser um problema. “Em alguns casos pode ser recomendável que pacientes que estejam tomando suplementos à base de ferro ou cálcio suspendam sua ingestão. Se a suplementação for essencial, seria recomendável prescrever também um laxante suave para estas pessoas”, orienta o médico.

5. O uso excessivo de laxantes
Alguns laxantes funcionam estimulando a atividade intestinal por causarem uma irritação da mucosa. No entanto é importante destacar que laxantes só devem ser ingeridos com prescrição médica. “Quando utilizados por longos períodos de tempo, os laxantes podem levar à dependência, ou seja, seu intestino pode não vai funcionar corretamente sem eles. Não tome qualquer medicação - incluindo laxantes - durante mais tempo do que o recomendado pelo seu médico”, alerta Silvio Gabor.

6. Consumo pobre de fibras
Uma dieta rica em queijo e outros alimentos com poucas fibras e muita gordura, tais como ovos e carne podem retardar a digestão. A solução óbvia? “Reduza o consumo de tais alimentos e aumente a ingestão de fibras de 20-35 gramas por dia. Se você come diariamente queijos, carne vermelha e ovos, adicione verduras, frutas e outros alimentos que contenham fibras à sua dieta. Procure evitar fast foods e alimentos processados, que são geralmente pobres em fibras”, ensina Gabor.

7. Antidepressivos
A prisão de ventre parece estar associada com inibidores seletivos da recaptação de serotonina, mecanismo de ação de alguns dos antidepressivos. “No entanto, a constipação é mais um problema provocado pelos ‘antidepressivos tricíclicos. Não é possível afirmar que todos os medicamentos antidepressivos tenham este efeito colateral. No entanto, se você está tomando um antidepressivo e tem esse efeito colateral, converse com seu médico. Ele poderá prescrever um laxante suave, se for o caso”, diz o gastroenterologista.

8. Depressão
A própria condição que os antidepressivos se propõem a tratar - a depressão - também pode causar constipação. “Assim como o hipotireoidismo, a depressão provoca uma desaceleração geral dos processos normais do corpo, o que também pode afetar o intestino. Pessoas com síndrome do intestino irritável, moléstia intimamente ligada à depressão, também são mais propensas à constipação”, observa o médico.

9. Antiácidos
Antiácidos são ótimos para combater a azia, mas alguns podem causar prisão de ventre, especialmente aqueles que contêm cálcio ou alumínio. “Felizmente, existem diversas opções de antiácidos no mercado. Você também pode reduzir o risco de azia não comendo muito durante as refeições e consumindo menos alimentos gordurosos e mais fibras, medidas que ajudam a prevenir a azia e a constipação”, recomenda Silvio Gabor.

10. Pressão arterial e alergias
A prisão de ventre pode ser um efeito colateral de medicamentos comumente usados para tratar a pressão arterial elevada, tais como bloqueadores dos canais de cálcio e diuréticos. “Diuréticos, por exemplo, reduzem a pressão arterial, aumentando a produção de urina, o que libera mais água do organismo. No entanto, a água também é necessária para manter as fezes macias e levá-las para fora do corpo. Os anti-histamínicos utilizados para tratar sintomas alérgicos também pode ser causa de constipação”, diz o médico.

11. Doença Inflamatória Intestinal
A doença inflamatória intestinal (DII) inclui duas condições crônicas principais: a doença de Crohn e a colite ulcerativa. Ambas podem causar cólicas, perda de peso, sangue nas fezes e outros problemas de saúde. A diarreia crônica é um sintoma comum de ambas. “No entanto, a constipação pode ser um problema também. Na colite ulcerosa, a constipação pode ser um sinal de inflamação no reto e na doença de Crohn pode ser um sinal de obstrução no intestino delgado. No entanto, se você tem prisão de ventre sem outros sintomas, é pouco provável que seja devido às DII”, observa o gastroenterologista.

12. Parto
A constipação é comum durante a gravidez, mas o parto em si pode ser um problema, possivelmente devido aos músculos abdominais lentos ou talvez devido ao uso de analgésicos ou anestesia durante o parto. “Além disso, pode haver alguma dor perineal imediatamente após o parto, então o medo de causar mais desconforto pode ser um fator importante para a constipação. Embora as lesões de estiramento durante o parto às vezes possam causar danos nos nervos que levam à prisão de ventre, isso é menos comum”, explica Silvio Gabor.

13. Diabetes e condições neurológicas
A diabetes pode causar danos nos nervos que podem afetar a capacidade de uma pessoa digerir os alimentos. A maioria das pessoas com diabetes avançado apresentam este problema. Ainda assim, é razoável fazer um teste de açúcar no sangue em alguém que é regularmente constipado. “Condições neurológicas tais como a esclerose múltipla ou a doença de Parkinson podem causar obstipação. Normalmente, porém, a obstipação aparece juntamente com outros sintomas, como dificuldade para urinar, visão dupla ou um problema de marcha", diz Gabor.



Veja mais sobre SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA em nossas colunas de:

1) Cardiologia do Esporte com Dr. Nabil Ghorayeb

2) Em forma com Pilates com Profa. Danielle Rotondo

3) Dicas de Atividade Física, com José Carlos Altieri

4) Corrida, com Emerson Vilela

5) Qualidade de Vida, com Profa. Priscilla de Arruda Camargo

6) Cuide da Saúde com Exercícios, com Prof. Dr. Marco Uchida

7) Ortopedia e Saúde com Dr. Roberto Ranzini

8) Saúde Feminina com Prof. Dr. Mauricio Simões Abrão

9) Neurologia e Saúde com Prof. Dr. Paulo Caramelli

10) A Gestante na Sua Melhor Forma, com Profa. Ms. Gizele Monteiro

11) Atividade Física e Musculação com Prof. Amauri Altieri

12) Aparelho Digestivo e Saúde com Dr. Sidney Klajner





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas