Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

06/12/2013
Candidíase no verão: saiba se proteger!



Pelo menos uma vez na vida 75% a 80% das mulheres terá candidíase. Essa infecção que acomete a região genital tem maior incidência no verão devido às altas temperaturas, alta umidade, higiene genital inadequada, uso de antibióticos, anticoncepcionais, corticoides, estresse, exposição ao sol e até mesmo à alimentação.

A candidíase é provocada por um fungo chamado Candida albicans, sendo mais comum entre as mulheres, no entanto, os homens também podem apresentar a infecção. “Uma das formas de contágio é através do contato sexual, mas isso não significa que é uma doença sexualmente transmissível, pois pode ocorrer em pessoas que nunca tiveram relações sexuais. Mesmo que o homem ou a mulher tenha uma relação com a camisinha, o pênis faz um microtrauma na parede da vagina, assim a mulher fica mais predisposta à doença”, explica a ginecologista e obstetra Erica Mantelli (CRM 124.315).

A candidíase também está associada ao sistema imunológico é comum ocorrer em mulheres grávidas ou pacientes com doenças que comprometem a imunidade, como a Aids e o diabetes. “As gestantes também podem sofrer com o problema, já que a imunidade tende ficar mais baixa nesse período e o Ph da vagina fica mais ácido favorecendo a proliferação do fungo”, revela a ginecologista.

O tratamento em gestantes deve ser feito apenas no local, evitando o uso de medicamentos via oral.


Sinal de alerta
Para esclarecer os principais sintomas da candidíase, a ginecologista Erica Mantelli elaborou uma lista que pode indicar o problema tanto no homem como na mulher:


Nas mulheres:
-Coceira na vagina e no canal vaginal;
-Corrimento branco grumoso
-Ardor local e para urinar;
-Dor durante as relações sexuais.
- vermelhidão na vulva


Nos homens
-Pequenas manchas vermelhas no pênis;
-Edema leve;
-Lesões em forma de pontos;
-Prurido (coceira). Em casos mais graves distúrbios gastro-intestinais e outros problemas dermatológicos podem aparecer.


Candidíase tem cura?
De acordo com a ginecologista, quando diagnosticada há dois tratamentos possíveis, que podem, inclusive, ser combinados. Creme vaginal, assim como medicamente antifúngico via oral. Para homens infectados, o tratamento recomendado é apenas via oral. “Nos casos em que o casal apresenta uma candidíase recorrente, que vai e volta, é preciso que o homem e a mulher façam o tratamento”, esclarece Mantelli.

Algumas medidas também podem ser adotadas para amenizar o problema. “Manter a higiene íntima, não fazer o uso do protetor de calcinha diário (pois a região íntima fica abafada e há aumento da umidade local), optar por roupas frescas, principalmente na época mais quente do ano e cuidar da alimentação”, aconselha a Dra. Erica.

Em situações de recorrência é preciso uma avalição minuciosa da saúde da mulher, pois essa infecção oportunista deve estar ocorrendo devido a estresse, problemas emocionais e alterações da imunidade. Existem medicamentos e tratamentos específicos pra melhorar a imunidade e com isso evitar candidíase de repetição.
Caso apresente qualquer sintoma procure o ginecologista o quanto antes e jamais inicie o tratamento e uso de medicamentos sem recomendação médica.




Veja mais sobre SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA em nossas colunas de:

1) Dicas de Atividade Física, com José Carlos Altieri

2) Corrida, com Emerson Vilela

3) Qualidade de Vida, com Profa. Priscilla de Arruda Camargo

4) Saúde Feminina com Prof. Dr. Mauricio Simões Abrão





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas