Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

02/06/2014
Como aumentar a imunidade com 20 alimentos?

O outono começou em março, mas as temperaturas começaram a baixar apenas agora, deixando o nosso organismo vulnerável a gripes e resfriados ou enfermidades mais graves. Por isso, é essencial apostarmos na alimentação adequada para reforçarmos o nosso sistema imunológico. Os termômetros já apontam temperaturas muito mais frias do que estavam acostumados no verão ou na primavera. Por isso, é muito importante reforçar a imunidade para evitar complicações no organismo, que vão de gripes à enfermidades mais graves.


Além das frutas, fartas nesta estação, alguns alimentos são capazes de nos fornecer os nutrientes essenciais para mantermos a saúde em dia. A queda da imunidade pode ocorrer - entre outros fatores - devido a deficiências nutricionais.

Para aproveitar a estação de maneira saudável é fundamental ter muito cuidado com a alimentação, abusando de frutas, legumes e alimentos ricos em vitaminas C. “A estação pede cautela e atenção especial na alimentação. É de extrema importância ter no cardápio alimentos ricos em vitamina C, como, por exemplo, a acerola e laranja, facilmente diluídas em sucos. A Vitamina C age na reconstituição dos leucócitos em períodos de queda de resistência”, explica a nutricionista Bruna Murta, da rede Mundo Verde.

Há evidências de que a atividade física moderada e rotineira modula diversos componentes da imunidade. Por exemplo, depois do exercício observou-se aumento na quantidade de algumas células e substâncias do sistema imune, entre elas: células natural killer, linfócitos T, citocinas e imunoglobulinas. Além disso, já foi reportado que a taxa de sobrevivência de ratos com infecções bacterianas é maior em animais fisicamente ativos.

O corpo humano é formado por aproximadamente 10 trilhões de células e 100 trilhões de bactérias. De início parece assustador, mas a verdade é que nele habitam as bactérias boas, essenciais para o bom funcionamento do organismo, e as más, mais conhecidas da população por serem responsáveis pelos mais diferentes distúrbios e infecções.

De acordo com o pediatra Tadeu Fernandes, Presidente do Departamento de Pediatria Ambulatorial da Sociedade de Pediatria de São Paulo, o intestino é o maior órgão do corpo humano responsável pela imunidade. A dieta tem grande importância no sistema imune, por isso, o intestino saudável precisa estar apto a eliminar as toxinas e os resíduos que o organismo não precisa mais. Sem um intestino sadio, o indivíduo não absorve os nutrientes de forma adequada e prejudica o sistema imunológico, favorecendo o surgimento de gripes, infecções bacterianas, infestações por cândida, entre outras doenças.

Um estilo de vida saudável associado a uma alimentação balanceada melhoram muito o desempenho do sistema imunológico, que atua contra agentes agressores como os vírus e as bactérias, causadores de diversas doenças. Pensando nisso, a professora do curso de Nutrição da Universidade Cruzeiro do Sul, Maria Lucia Perrela, preparou uma lista de 20 alimentos que fortalece o sistema imunológico, divididos em sete grupos:

1) Laranja, limão, goiaba, melão, mamão e morango são fontes alimentares da vitamina C, a qual tem a propriedade antioxidante, ou seja, evita a oxidação das células do sistema imunológico. Isto significa que ao impedir a morte das células do sistema imunológico, permite ao organismo estar mais preparado quando exposto aos agentes agressores.

2) Ostras, carne bovina, amêndoas e nozes, são alimentos que possuem zinco, que age no funcionamento de diferentes enzimas, as quais atuam na resposta imune aumentando a capacidade das células de defesa no combate às bactérias. É recomendado ingerir o suplemento de zinco, para a redução do quadro de infecção em idosos.

3) Alho age melhorando a função das células do sistema imunológico, logo tornando resfriados e gripes menos graves.

4) Cogumelos podem estimular a ação dos linfócitos (células do sistema imune) no organismo, de forma a fortalecer o sistema imunológico.

5) Iogurte é portador de bactérias (logo abaixo mais explicadas(*)), as quais agem sobre mediadores da resposta inflamatória no organismo, assim pode ajudar a combater doenças inflamatórias do intestino.

6) Peixes, castanha do Pará, algas e caju possuem as gorduras ômega 3 e ômega 6 que melhoram a resposta imunológica quando associadas a uma alimentação balanceada.

7) Cenoura, manga, goiaba, ou vegetais e frutas nas cores amarela, laranja e vermelha ativam o sistema imunológico.

As escolhas alimentares fazem diferença no funcionamento do sistema imunológico. “Quando se fala em estilo de vida saudável, deve ser considerada a prática de atividade física, dormir oito horas por dia, não fumar ou beber em excesso e manter hábitos alimentares saudáveis”, complementa a professora Maria Lucia Perrela.



Bactérias benéficas e a melhoria da saúde

O consumo de probióticos, prebióticos e simbióticos é comprovadamente eficaz na prevenção de uma série de doenças e sintomas. Veja abaixo alguns exemplos:


Efeitos sobre a constipação

Um estudo conduzido pelo Ganep (maior instituição especializada em terapia médico-nutricional no Brasil) e a Faculdade de Medicina da USP publicado em fevereiro de 2013 no Clinical Nutrition revelou que o consumo de simbióticos pode alterar seletivamente a composição da flora intestinal. Após uma semana de observação clínica sem intervenção do simbiótico, 100 mulheres adultas constipadas foram divididas em 2 grupos por 30 dias: um grupo recebeu duas doses diárias de simbiótico e o outro recebeu placebo. Ao final, as pacientes tratadas com simbióticos apresentaram aumento na frequência da evacuação, bem como na consistência e no formato das fezes, com benefícios significativos a partir da segunda e terceira semanas.


Casos de diarreia aguda e diarreia pós-antibiótico

A Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO) publicou em 2011 suas diretrizes para o uso de probióticos e prebióticos. Nesta diretriz, a WGO traz as definições de pré, pró e simbióticos e ressalta a importância da definição de quais tipos de probióticos são usados, uma vez que os benefícios dos mesmos são específicos de cada cepa. A WGO indica os probióticos e simbióticos em diversos tipos de diarreia como a diarreia infecciosa aguda, a diarreia pós-antibiótico e a gastrenterite viral.


Colite pseudomembranosa e diarreia por Clostridium difficile

Em março de 2013 foi publicado um estudo realizado por pesquisadores da Divisão de Microbiologia Médica da Universidade de Salzburgo (Áustria), focado na diarreia causada pelo Clostridium difficile - uma das mais difíceis formas da diarreia causada por antibióticos, e que pode ser fatal em até 30% dos pacientes, principalmente os idosos e cronicamente debilitados. Os autores afirmam no estudo que produtos com combinações de probióticos podem reduzir a duração da doença, embora de forma muito variável, e prevenir as recorrências.


Probióticos na dermatite atópica

Diversos estudos têm evidenciado o benefício do uso de prebióticos, probióticos e simbióticos na redução de manifestações alérgicas de diversos tipos. Um estudo publicado em agosto de 2008 por Wickens e colaboradores da Universidade do Texas mostrou o acompanhamento de 512 gestantes que utilizaram uma combinação de probióticos, entre eles o Lactobacilus rhamnosus HN001. Os filhos das gestantes que usaram o probiótico foram acompanhados por 2 anos e tiveram uma redução significativa do eczema atópico, um tipo comum de manifestação da alergia.



Fatores de Risco Agravantes para Imunidade Intestinal





3 Receitas que ajudam a imunidade


1) Suco de frutas vermelhas com biomassa de banana verde, clique aqui

2) Salada de Espinafre com Óleo de Côco, clique aqui

3) Cozido de Legumes com Shitake, clique aqui






Veja mais sobre APARELHO DIGESTIVO E SAÚDE em nossas colunas de:

1) Aparelho Digestivo e Saúde com Dr. Sidney Klajner







Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas