Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

08/10/2007
Anemia

Muitas vezes ouvimos as pessoas dizer que estão anêmicas ou com anemia. Mas o que é ao certo ? Anemia é a redução do número de hemácias (glóbulos vermelhos) no sangue. A deficiência de ferro, e, especialmente, a anemia carencial ferropriva, representa uma das mais graves e importantes deficiências nutricionais que atinge, indiscriminadamente, países desenvolvidos ou em desenvolvimento. As implicações negativas sobre os sistemas imune, endócrino, o crescimento físico e o desenvolvimento cognitivo que os indivíduos com anemia apresentam, fazem com que a anemia por deficiência de ferro seja grave problema de saúde pública.

Seu organismo precisa de combustível para funcionar. Assim como um automóvel precisa de gasolina, as células consomem oxigênio para "queimar" açúcares e gorduras, transformando-os em energia. Este oxigênio é transportado no sangue, pelos glóbulos vermelhos (hemácias), do pulmão para as células do seu corpo.

Quando a quantidade de hemácias é insuficiente, as células se ressentem da deficiência de oxigênio, que resulta em uma queda geral de rendimento do seu organismo.

Anemia pode ser um dos efeitos provocados pela quimioterapia, pela própria doença crônica, por deficiência na alimentação ou por várias outras causas. Como sintomas negativos a anemia pode apresentar fadiga, fraqueza, palidez (principalmente nas conjuntivas e palmas), icterícia, déficit de concentração e vertigens. Há contudo a presença de uma gama de sintomas característicos da anemia falciforme aguda, que são causados pelo aumento da viscosidade sanguínea que é a aglomeração de hemácias doentes. Por causa disso pode haver formação de trombos nas mais diversas áreas do organismo, com déficit do transporte sanguíneo para a área. Em regiões musculares ou conjuntivas, isso pode causar crises de dor intensa

As drogas quimioterápicas têm por objetivo atacar as células cancerígenas, que se caracterizam pelo seu crescimento acelerado.

Entretanto, algumas células sadias também são atingidas, por possuírem as mesmas características de crescimento rápido, como as da medula óssea, que são responsáveis pela produção de hemácias.

Pacientes anêmicos costumam sofrer um declínio considerável em seus níveis de energia. Os vegetarianos são mais em risco do anemia da deficiência do ferro do que os povos que comem a carne são. A carne vermelha é a fonte a mais rica e melhor absorvida do ferro. Embora haja algum ferro nas grãos, os vegetais, e as algumas frutas e feijões, há menos dele. E o ferro nestas fontes do alimento não é absorvido pelo corpo tão prontamente quanto o ferro na carne.

Enquanto o anemia progride, uma pessoa pode sentir cansaço e curta da respiração, especialmente ao escalar escadas ou ao trabalhar para fora. Podem desenvolver dor de cabeças.

Até as atividades mais corriqueiras tornam-se exaustivas demais, o que, geralmente, causa uma sensação de frustração e impotência, podendo provocar irritabilidade e nervosismo. Recomenda-se a ingestão de ácido fólico (necessário à produção de novas hemácias), a presença de uma dieta balanceada e que o indivíduo doente evite situações que facilitem o desencadeamento de crises. Durante crises, também pode ser administrado soro para diminuir a viscosidade sangüínea. Deve-se evitar suplementos de ferro pois esse tende a se acumular no organismo, e o excesso pode desencadear outros problemas. Procure sempre a orientação de um especialista! Não se automedique!





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas