Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

03/03/2008
Como combater o envelhecimento?

Como combater o envelhecimento privilegiando anos de vida saudáveis e com mais qualidade

Baseada na Teoria Neuroendócrina, a Dra. Nara Mattia, ginecologista e mastologista, explica como ocorre o envelhecimento parcial das pessoas, devido ao declíneo dos hormônios.

O envelhecimento é um processo que acontece com inevitáveis complicações que desencadeiam em doenças cardiovasculares, diabetes, câncer, demência, assim como no declíneo das habilidades cognitivas e físicas. Porém com a nova especialidade, chamada de medicina anti-aging, que tem como objetivo prevenir e possivelmente reverter alguns dos processos de envelhecimento, não somente tratando as complicações.

Para a Dra. Nara Mattia, ginecologista e mastologista, uma das possibilidades está na reposição de hormônios de crescimento (GH), testosterona para homens e mulheres, estrógenos naturais (Tri-Est), progesterona para mulheres, hormônio Bio- Idênticos, incluindo DHEA, pregnenolona, tireoidiano e melatonina, que pode significantemente alterar o processo de envelhecimento.

Vale ressaltar que a Medicina Anti-aging está alicerçada numa expressiva mudança do estilo de vida, que deve supervisionado por médicos que se predispõem a gerenciar e otimizar a saúde dos pacientes, preservando-a pela vida inteira. Por exemplo: comer adequadamente, tomar vitaminas, controlar o peso, praticar exercícios regularmente acaba por reduzir o estresse, já reposição hormonal e tratamentos faciais de pele ajudam a manter a aparência mais jovial.

“Eu recomendo fortemente seguir as respectivas mudanças no estilo de vida, e assim com mais atitude, dar passos coerentes que levam as pessoas a se tornarem mais saudáveis, pois sabemos que existe a possibilidade de envelhecer graciosamente e inteiramente bem até aos 80, 90 ou mais anos de idade”, explica a Dra. Nara Mattia, ginecologista e mastologista.

Para especialista, algumas opções simples, interessantes e acessíveis fazem toda a diferença se encaradas com determinação e seriedade, como:

Exercício: Caminhar é uma excelente maneira de se exercitar e isso pode ser feito em menos de 30 minutos por dia.

Dieta saudável: Optar por uma dieta alta em proteína e baixa em carboidratos e gordura.

Peso: Controlar o peso pode avitar problemas de saúde como diabetes e pressão alta, sintomas intimamente ligados ao excesso de peso.

Redução do estresse: Reservar um tempo, todos os dias, para fazer coisas prazerosas que reduzem angústia e ansiedade.

Vitaminas e Minerais: O corpo necessita desses nutrientes, que são essenciais para o funcionamento adequado de suas funções.

Tratamentos de pele anti-aging: Evitar exposição solar, tabagismo e poluição do ar, que são agentes responsáveis pela formação de radicais livres, que na verdade são moléculas que sofrem altas modificações, e na tentativa de neutralizarem-se atacam as células. Neste processo as células ficam danificadas, causando seqüelas como marcas de idade, mudanças na pigmentação e no viço da pele, deixando-a com o aspecto de envelhecida. É possível atenuar as lesão na derme com loções que contenham componentes especiais e anti-oxidantes, como: Co-enzima Q, vitamina C, ácido lipólico, DMAE, vitamina E.

Reposição de hormônio bio-idêntico: aos 21 anos, os níveis hormonais estão no seu pico mais alto, porém e com o passar do tempo os hormônios declinam a ponto de que a partir dos 50 anos, o organismo passa a produzir somente 50% dos hormônios que controlam o metabolismo e a sexualidade.

Para manter a juventude é fundamental agregar várias atitudes para uma vida com qualidade e longevidade: alimentação balanceada, prática de exercícios físicos e administração do stress são considerados fatores preponderantes para a prevenção anti-envelhecimento.

Dra. Nara Fabrícia de Mattia - Médica ginecologista, mastologista com destaque na área de prevenção de câncer de mama, com vasta experiência clinica e cirúrgica na ginecologia endócrina, valorizando a prevenção do câncer como fundamental na qualidade de vida e longevidade de seus pacientes.





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas