Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

28/07/2008
Conheça o básico sobre a Diabetes

O presidente da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, Dr. Roberto Abrão Raduan, explica o básica sobre diabetes.

Diabetes

Alteração do metabolismo da glicose caracterizada por deficiência de insulina ou resistência à ação da insulina.

Tipos

Tipo 1 - Deficiência total de insulina.

Tipo 2 - Deficiência parcial de insulina e resistência à ação do hormônio, o que impede a retirada da glicose do sangue e sua transferência para o interior das células.

Diabetes Gestacional - Aparece durante a gravidez e se normaliza após o parto.

Causas

O Diabetes Tipo 1 é uma doença auto-imune, ou seja, o organismo produz anticorpos que destroem as células pancreáticas, responsáveis pela produção de insulina.

O Tipo 2 resulta de uma interação entre predisposição genética e fatores ambientais, como alimentação inadequada, falta de atividade física, obesidade etc.


População Susceptível

O Diabetes Tipo 2 incide preferencialmente em pacientes obesos, sedentários, acima de 45 anos e que tenham antecedentes familiares.

Mulheres que desenvolvem diabetes gestacional têm mais chance de desenvolver a doença posteriormente.


Prevenção


A prevenção do Diabetes Tipo 2 se faz, principalmente, com atividade física regular e dieta saudável. Alguns remédios já mostraram benefício em retardar o aparecimento da doença e outros estão sendo testados.

Sintomas

Sede excessiva; Urina abundante; Perda importante de peso, apesar de alimentação normal ou aumentada; Fraqueza extrema; Distúrbios visuais; Câimbras; Prurido vaginal na mulher; Inflamação da glande no homem (balanopostite).

Diagnóstico

Através de exame de sangue. Resultado do exame Glicemia de Jejum (8 horas) acima de 126 mg/dL, ou glicemia aleatória maior que 200 mg/dL, indica diabetes. É necessário repetir o exame para confirmar a doença.

Tratamento

O tratamento vai de medidas higiênico-dietéticas, medicações por via oral e medicações injetáveis. Teoricamente a doença não tem cura, porém, quando ocorre perda importante de peso, consegue-se a suspensão total dos medicamentos.


Serviço:
Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM/SP)

www.clinicamedicaonline.com.br


Veja mais sobre em nossa coluna de Endocrinologia e Saúde com Dra. Paula Curia Macedo





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas