Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

26/03/2009
Exames pré-nupciais

Um local bem decorado, música gostosa, comida bem-preparada e roupas impecáveis são, na verdade, demonstrações de amor quando o assunto é uma festa de casamento. Demonstrações de amor entre os noivos e deles para com todos os convidados. E não é à toa que se capricha tanto numa festa de casamento: o amor é o combustível para dar conta dos preparativos e é esse cuidado todo que faz o sucesso de um enlace.

Mas, tão importantes quanto os detalhes da cerimônia, são os exames médicos que precedem um casamento. Eles são uma garantia para os noivos de que, se houver algum problema de saúde, um diagnóstico antes do casamento pode solucioná-lo e doenças, tratáveis ou não, podem ser equacionadas, especialmente aquelas que interferem na vida sexual do casal que está se formando ou em futuras gestações.

Estes exames também são uma forma de prevenir, por meio de vacinas, doenças de maior risco para as gestantes, como a Rubéola.

Para a realização do exame pré-nupcial são consultados dois especialistas: um Clínico Geral e um Ginecologista, para as mulheres e, no caso dos homens, um Clínico Geral e um Urologista.

Para ambos, o exame clínico deve averiguar a pressão arterial, a ausculta cardíaca e pulmonar, a palpação da tireóide e do abdome e a inspeção de alterações vasculares ou dermatológicas. Caso seja constatada alguma alteração, o médico faz o encaminhamento para o especialista adequado.

Para a mulher, os exames pré-nupciais rotineiros são: o papanicolau, o hemograma completo, a tipagem sangüínea, as reações sorológicas para a sífilis, a sorologia para rubéola, a hepatite B e C, HIV e o exame de sedimento urinário.

Para os homens, os exames são: o hemograma, o de sedimento urinário, o de fezes, as sorologias para sífilis, hepatites e HIV, tipagem sangüínea e o espermograma, para conhecer suas condições de fertilidade.

É recomendável que antes de se submeter ao check-up, o casal tenha uma conversa franca sobre suas possíveis enfermidades. Caso seja diagnosticada uma doença mais séria, esta simples conversa torna-se fundamental, pois, além de aumentar a confiança que um tem no outro, ela é o primeiro passo para que, juntos, contornem o problema.

Esta simples precaução garante a saúde do casal e de seus futuros filhos, além de ser um bom começo para um casamento com qualidade de vida.

Serviço:

Marriages: www.marriages.com.br
Tel. (11) 3885-1554
Marcia Possik é especialista em organização de casamentos, diretora da Marriages





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas