Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

13/05/2009
Ouça melhor!

A audição é um canal sensorial de suma importância para o nosso relacionamento com o mundo ao redor. Muitas pessoas não dão o devido valor. Para exemplificar, só uma perda leve já faz com que muitos sons passem desapercebidos ou destorcidos pela nossa percepção.

Geralmente as pessoas só percebem que tem uma perda auditiva quando esta está adiantada ou quando ela vem associada a outros fatores, tais como: dores de ouvido, zumbidos, tonteiras e diferenças grandes na percepção do som de um ouvido para outro (no uso do telefone).

Uma pessoa com problemas auditivos perde uma quantidade enorme de informações e dependendo do grau (leve, moderado, severa ou profunda) e de quando aconteceu a perda (antes e durante a infância até a idade adulta), podem ficar prejudicadas a voz, a fala, a linguagem e até o comportamento e relacionamento com os outros.

É importante frisar que o termo surdo mudo é incorreto, na verdade a pessoa é surda desde o nascimento e por não ter sido estimulada de forma adequada não aprendeu a falar.

A cera no ouvido

De acordo com Dr. Mauricio Kurc, Otorrinolaringologista do Hospital Albert Einstein e colunista do Sentir Bem, a cera no ouvida é benéfica! “ A cera do ouvido, ou cerume, é produzido dentro dos dois terços externos do meato acústico externo por glândulas parecidas com as glândulas sudoríparas do suor. Inicialmente tem coloração transparente, mas ao entrar em contato com o oxigênio do ar, vai adquirindo sua coloração marrom. Essa secreção mistura-se com restos de pele, secreção sebácea e pelos para formar o cerume propriamente dito. Diferente do que a maioria das pessoas pensa, o cerume não é um excremento, uma sujeira que sai do ouvido e precisa ser removida. A função do cerume é impermeabilizar o canal e combater infecções. Apesar de sua coloração escura, é estéril, tem um pH bastante ácido, tem anticorpos e enzimas, fornecendo um importante efeito antibacteriano (bacteriostático), esclarece Kurc.”

Você sabia que muitas perdas auditivas podem ser evitadas?

Alguns cuidados:


· Mulheres devem tomar vacina contra rubéola, pois se durante a gravidez contraírem a doença, o bebê corre grande risco de nascer surdo.

· Fazer pré-natal adequado, pedindo orientação ao médico quanto às drogas que podem lesar a audição do feto.

· Brinquedos muito barulhentos podem deixar a criança agitada e até causar perda auditiva se a exposição for constante. O Walkman em intensidade alta e uso contínuo podem lesar permanentemente algumas células receptoras do som, ocasionando perdas.

· Exposição a ambientes muito ruidosos deve ser evitada e sempre que possível usar protetores auriculares.

· Objetos introduzidos no ouvido podem perfurar o tímpano e causar infecções auditivas.

· Pingar remédios ou fórmulas caseiras dentro do ouvido sem indicação médica podem causar problemas auditivos.

· Fogos de artifício são uma grande causa de perdas auditivas e até de surdez. Evite soltá-los ou freqüentar lugares que os tenha. Se for inevitável proteja os ouvidos.

Veja mais sobre o assunto em nossa coluna de Otorrino e Saúde com Dr. Mauricio Kurc





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas