Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

27/05/2009
Gravidez e exercícios

Que pensa que ficar em casa tricotando, esperando a chegada do bebê, é bom, está totalmente enganada! Foi-se o tempo! Uma opção para as mamães modernas é praticar exercícios físicos. Eles fazem bem para o corpo e para a alma e são benéficos também para os bebês. Portanto, se você está grávida e quer tonificar a musculatura, vá em frente e procure orientação correta nas academias.

O exercício físico ajuda a atenuar os sintomas típicos relacionados à gravidez, tais como cansaço, dores lombares, inchaço e constipação. Pode também melhorar seu equilíbrio enquanto carrega o peso a mais do bebê. O melhor de tudo é que as atividades físicas são boas para você e para o feto, e podem facilitar o trabalho de parto, assim como apressar a recuperação do pós-parto.

Obviamente, o período da gravidez não é hora de começar com um programa rigoroso de exercícios. Normalmente, é mais seguro manter atividades de baixo impacto, tais como natação e caminhadas, desde que você se sinta confortável e tenha a aprovação do seu médico. Lembre-se que, por ter menos oxigênio disponível, você poderá sentir falta de ar ou cansar-se mais rapidamente. Não faça nenhum exercício que envolva segurar a respiração ou deitar-se de costas. Isto pode privar o feto de oxigênio.

Se você já malha normalmente, converse com seu médico e com os instrutores de sua academia para saber exatamente que exercícios poderá continuar fazendo. Mas, se você está estreando como ativa os cuidados precisam ser redobrados. Lembre-se de que essa não é a hora de usar a ginástica para evitar o ganho de peso. Encare os exercícios como um meio de melhorar seu condicionamento, aliviar os problemas típicos da gravidez (inchaços e dores nas costas) e tornar o parto mais fácil.

Regras para você se exercitar com segurança

· Seja qual for a atividade escolhida, inicie apenas depois do terceiro mês de gravidez. Antes disso, o feto está lutando para se fixar na parede do útero e não convém atrapalhá-lo.

· Prefira um treinamento individual. Mesmo que você se sinta disposta, lembre-se de que está grávida e que não deve seguir o ritmo dos outros atletas.

· Puxar ferro? Nem pensar! Essa é a hora de se sentir forte e disposta, e não de ficar com o corpo durinho.

· Não deixe de começar e terminar sua sessão de exercícios com um bom alongamento. Ele vai evitar as dores musculares, muito comuns durante o período da gestação.

· Dê preferência aos exercícios localizados leves e às atividades aeróbicas, como a caminhada.

Se você não abusar, a prática de atividades físicas será de grande utilidade para minimizar o inchaço nos pulsos e tornozelos, tão freqüentes nos últimos meses de gestação e durante o verão. E acredite: um corpo bem preparado será um grande aliado - seu e do bebê - na hora em que ele estiver nascendo.

Matérias que você vai gostar de ler mais:

1) Planeje uma gravidez saudável

2) Até quando é possível adiar a maternidade?





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas