Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

17/12/2009
Uso de anabolizantes pode desencadear doenças da próstata em adolescentes do sexo feminino

O caso recentemente divulgado pela imprensa em que uma jovem de 16 anos teve morte súbita causou perplexidade em muita gente. Entrevistada, a mãe da garota revelou que a filha fazia uso de anabolizantes porque desejava ter um corpo musculoso e já estava engrossando a voz. O episódio assusta ainda mais quando se percebe que o uso indiscriminado de hormônios esteróides, restrito a alguns poucos tratamentos, vem crescendo entre meninas adolescentes e pode desencadear várias doenças, incluindo as da próstata.

“O desenvolvimento da próstata feminina não é comum, sendo restrito a hermafroditas (pessoas que apresentam órgãos sexuais femininos e masculinos), mulheres em tratamento de reposição hormonal, e usuárias de anabolizantes. As chamadas ‘bombas’ – hormônios esteróides anabólicos androgênicos (EAA) – contêm testosterona e podem surtir um efeito devastador no corpo feminino, principalmente durante a fase de crescimento”, diz o doutor Alex Meller, urologista do Hospital Santa Paula (SP).

De acordo com o especialista, a compulsão por ganhar massa muscular e aumentar a força física é muito comum na adolescência, principalmente entre aqueles que têm baixa autoestima, imagem corporal distorcida e tendência à automedicação. “Recentemente, pesquisadores da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) comprovaram o desenvolvimento de tecido prostático em roedores submetidos à reposição hormonal com testosterona – o que comprova a suspeita sobre a presença de células prostáticas primitivas em fêmeas. Essa descoberta incide muito sobre as adolescentes usuárias de esteróides, já que poderão desenvolver tecido prostático e, consequentemente, manifestar doenças da próstata, embora os casos ainda sejam muito raros”.

Meller diz que o tecido prostático que se desenvolve em pacientes do sexo feminino se localiza próximo ao clitóris, provavelmente do chamado ‘ponto G’. “Trata-se de uma região do corpo com grande concentração de vasos sanguíneos e terminações nervosas. Ainda há muito que se estudar a esse respeito, principalmente no sentido de prevenir o surgimento de lesões pré-malignas nas próstatas femininas”.

Fonte: Dr. Alex Meller, médico urologista do Hospital Santa Paula, em São Paulo (www.santapaula.com.br)

Veja mais sobre o assunto em nossa coluna Urologia e Saúde com Dr. Antonio Otero Gil





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas