Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

02/01/2010
Shiatsu

Ao pé da letra, a tradução significa pressão com os dedos. E o Shiatsu nada mais é do que ler a energia do corpo através do toque. Mais que uma massagem, na verdade, esta ciência é uma ramificação da medicina chinesa e existe há mais de cinco mil anos. Indicada para diversas patologias, além de relaxar, o Shiatsu trabalha com o sistema orgânico do corpo como um todo, beneficiando até mesmo a musculatura e estética faciais.

Antes de qualquer manipulação, a primeira coisa a ser feita é um diagnóstico, chamado de pulsologia. Através do pulso, é realizada uma espécie de leitura da energia de cada órgão e de cada víscera do corpo humano. Como explica a terapeuta Janice Pizziollo, a leitura corporal e esquelética vai dizer como está a distribuição energética da pessoa, ou seja, onde ela concentra mais energia e porquê. "O corpo é um arquivo vivo, cheio de gavetas que mostram o que você vive", compara.

O passo de cada toque

A partir daí, é que começam os toques. É feito um alongamento em toda a musculatura, manobras nas articulações e, finalmente, a manipulação dos canais energéticos, chamados de meridianos - onde circula toda a energia vital, representada pelo ki na medicina chinesa. Através do diagnóstico, a terapeuta pressiona os canais, sedando ou tonificando, de acordo com a necessidade de cada um.

O efeito é um maior equilíbrio, pois o Shiatsu potencializa a ação de todos os sistemas orgânicos, integrando-os. Outra vantagem é que ele pode ser realizado juntamente com tratamentos médicos auxiliares. "O Shiatsu pode ajudar na ação do medicamento, pois torna a circulação sanguínea mais equilibrada", esclarece Janice. Além disso, é indicado como relaxante, trabalha a drenagem linfática, melhora a oxigenação, amplia a capacidade respiratória e trabalha a auto-estima e o auto-conhecimento. Quer mais? A massagem age também em níveis estéticos, firmando a musculatura facial e, obviamente, diminuindo a flacidez.

O tratamento é indicado, entre outros, para quadros de depressão, anorexia, insônia, fibromialgia (dores por todo o corpo), estresse, TPM, enxaqueca, desintoxicação e dores de natureza vertebral e muscular. A única contra-indicação, como adverte Janice, é com relação aos três primeiros meses de gravidez, nos quais a mulher pode vir a sofrer um aborto, pois existe a manipulação dos canais ligados ao aparelho reprodutor. Porém, se você não apresenta nenhum desses quadros, faça pelo prazer e relaxe!

Serviço:
Sentir Bem – Gastronomia, Eventos e Beleza
Shiatsu às 6ªfeiras com horário pré-agendado
Al. Lorena, 355
São Paulo – SP
Tel. (011) 2361-8678





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas