Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

15/01/2010
Causas, Sintomas e Tratamentos para Enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de cefaléia, cefaléia é o mesmo que dor de cabeça. Cefaléias podem ser primárias como no caso da enxaqueca, cefaléia tensional e cefaléia em salvas, ou secundária quando a dor de cabeça é causada por uma infecção, batida na cabeça,tumor cerebral, aneurisma cerebral, sinusites e outras.

A enxaqueca é uma doença neurológica comum, afeta 15,2% da população brasileira. É extremamente incapacitante, diminui significativamente a qualidade de vida de quem a possui. As causas da enxaqueca são várias, a enxaqueca é uma doença multifatorial, os aspectos importantes são:

a)genéticos,

b) hormonais (na mulher),

c) comportamentais,

d) de estilo de vida (stress, sono ruim, má alimentação, sedentarismo)

Dos aspectos comportamentais e emocionais na enxaqueca dividimos os de

1. Personalidade (alto grau de exigência, perfeccionismo, centralização)

2. Ansiedade (antecipação, medo, fobia, expectativa apreensiva, estado de hiperalerta, tensão, pessimismo)

3. Humor (irritabilidade, desanimo, depressão, culpa, oscilação de humor- altos e baixos, aceleração mental)

Para entender as causas da enxaqueca é importante entender o sistema de dor, o sistema de dor é um sistema de defesa do organismo, como o sistema imune, a febre, a tosse, e representa um ganho evolutivo, pois existe para sinalizar um potencial de lesão para que ocorra retirada do estímulo. É fundamental para a adaptação do indivíduo com meio ambiente. Funciona como se fosse um contêiner, um balde de água, que quando chega no seu limite se transborda, ou seja, acontece a crise de dor de cabeça, para evitar então que o sistema transborde é preciso diminuir a entrada de líquido no sistema (os desencadeantes da enxaqueca), aumentar o tamanho do contêiner (diminuir a predisposição do sistema com tratamentos preventivos) e aumentar o escoamento dos líquidos (exercícios físicos, relaxamentos, psicoterapia).

SINTOMAS DA ENXAQUECA

Na enxaqueca ocorrem vários sintomas:

A dor é latejante, pulsátil, intensidade moderada a forte, pode ser de um lado da cabeça, geralmente piora com atividades físicas rotineiras. Não precisam todos estes sintomas estarem presentes (2 já bastam) para preencher os critérios de diagnóstico

O incomodo com a luz e barulho, presença de náusea ou vômitos acontece com frequência.

As enxaquecas podem aparecer com auras em 15 a 25 % dos casos, normalmente são pontos escuros, luminosos, manchas na vista que aparecem e desaparecem depois da crise de enxaqueca, precedem ou acompanham as crises, duram de 5 a 60 minutos.

TRATAMENTO DA ENXAQUECA

O tratamento da enxaqueca tem que ser baseado nas suas causas, com orientação sobre os desencadeantes e essencialmente o início de um TRATAMENTO PREVENTIVO, quer dizer,evitar que venha a dor de cabeça e não só cortá-la quando aparece.

Tratar apenas as crises na hora em que elas aparecem sem orientação preventiva não leva a lugar nenhum ! Uso excessivo de analgésicos (por 3 ou mais vezes por semana) pode agravar a sua saúde! Existem diversas opções de tratamentos preventivos para a enxaqueca, podem ser medicamentosos ou não medicamentosos.

TRATAMENTO DA ENXAQUECA COM REMÉDIOS

Remédios contra a enxaqueca como os Antidepressivos, Betabloqueadores, bloqueadores de Cálcio, neuromoduladores ou anticonvulsivantes(topiramato, divalproato) são utilizados. Outras opções como a melatonina, riboflavina, Coenzima Q10, e os fitoterápicos Petasitis hibridus, Tanacetum Parthenium podem ser usados com bons resultados e bem tolerados, sem efeitos colaterais. Neurolépticos, metisergida, e recentemente a Toxina Botulinica (botox) aço também boas opções.

TRATAMENTO DA ENXAQUECA SEM REMÉDIOS

Existem opções não medicamentosas para tratar a enxaqueca, são elas a psicoterapia, hipnose, relaxamento, acupuntura, massagem, fisioterapia (LASER, TENS, trabalho postural), biofeedback, e uma boa prescrição de exercícios físicos.

NA HORA DA CRISE DE ENXAQUECA

Na hora da dor de cabeça podem ser realizadas as estratégias de tratamento passo a passo, começando com os analgésicos simples, seguindo para anti-inflamatórios, Ergotaminas e Triptanos (naratriptano, rizatriptano, sumatriptano, zolmitriptano).

Pode-se usar também o Tratamento Estratificado, para crises que são fortes e incapacitantes, não vale a pena tentar remédios que não funcionam rapidamente, pode-se utilizar direto as medicações específicas, como os TRIPTANOS e usá-los logo no início da dor. Se enjôo, náuseas e vômitos estiverem presentes pode-se associar antiemético como a metoclopramida ou ondsetrona.

ATENÇÃO ! Não se auto medique! Procure ajuda médica, procure um neurologista para realizar seu tratamento.

· Por Dr. Mario Peres

Serviço:

Para mais informações leia o livro escrito pelo Dr Mario Peres: DOR DE CABEÇA: O QUE ELA QUER COM VOCÊ?, pela Integrare Editora.

Se tiver alguma dúvida e quiser perguntar algo entre no http://cefaleias.com.br/2010/pergunta-enxaqueca e poste um comentário.

Veja mais sobre o assunto em nossa coluna de Neurologia e saúde com Dr. Paulo Caramelli





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas