Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

03/07/2006
Proteja sua pele, nada de manchas

Até bem pouco tempo atrás não existia tal preocupação com machas na pele e também não se falava tanto no arsenal de produtos com fins específicos. Os raios de sol não eram tão maléficos porque as radiações UVA e UVB eram mais amenas, devido a maior camada protetora que existia sobre a superfície da terra. Os bronzeadores mais consumidos eram os com proteção mínima e, um conhecido das mulheres acima de 30 anos, o Rayito de Sol, de origem Argentina, era recorde de vendas. Só de passar na pele ele já produzia um bronzeado invejável, por causa da sua tonalidade. Pois bem, a coisa mudou!

Hoje a preocupação é grande. Mulheres, a partir de uns 20 anos, já são orientadas a usarem filtro solar diariamente e estarem sempre hidratando a mesma, para evitar ressecamento e envelhecimento precoce.

Pois bem, as manchas são alterações na coloração normal da pele, podendo ser resultado da exposição excessiva ao sol, da herança familiar ou contato da pele com substâncias fotossensibilizantes (sensíveis à luz) e posterior exposição ao sol.

Existem vários tipos de manchas, as sardas são manchas castanhas claras ou escuras pequenas que surgem após a exposição ao sol e principalmente após queimaduras solares, tem freqüente caráter hereditário, ocorrendo em indivíduos de pele clara. Localizam-se principalmente na face, braços e tronco, acentuam-se no verão com a exposição ao sol e melhoram no inverno.

O uso de medicamentos clareadores, peelings leves ou profundos ou laser, podem melhorar a aparência da pele.

Se você tem sardas, o importante é a prevenção, utilizando um filtro solar diariamente para evitar o aumento destas manchinhas.

A fitofotodermatite é muito freqüente após o verão, são manchas acastanhadas de formato irregular que surgem após o contato da pele com substâncias fotossensibilizantes e exposição ao sol. Estas substâncias fotossensibilizantes são encontradas no limão, algumas substâncias cítricas e alguns perfumes.

Este tipo de mancha desaparece com o tempo, mesmo sem tratamento. Se estiver incomodando muito podem ser indicadas substâncias clareadoras.

As melanoses solares ou “manchas senis“, são aquelas manchinhas ovaladas, amarronzadas que localizam-se nas áreas expostas ao sol, como face, no decote, braços e mãos. Costumam surgir após os 30 anos e são decorrentes da exposição à radiação solar cumulativa durante os anos.

Melasma é caracteriza por mancha de cor castanho claro ou escuro que atinge a face, principalmente maças do rosto, região da testa e lábio superior. É considerado uma fotodermatose porque o sol é fator desencadeante e agravante. Predomina no sexo feminino, após os 25 anos de idade, pode surgir na gravidez (cloasma gravídico) ou com o uso de pílulas anticoncepcionais. Predomina no sexo feminino e com menos freqüência no sexo masculino. Cerca de apenas 10% dos casos ocorrem nos homens. As bordas da lesão podem ser irregulares.

No tratamento deste tipo de mancha, podemos usar substâncias clareadoras como, a hidroquinona, ácido retinóico, vitamina C, ácido azelaico. Sendo indispensável a utilização de um filtro solar diariamente.

Processos inflamatórios na pele provados por acne ou picada de insetos, podem deixar pigmentação residual, levando ao aparecimento de manchas acastanhadas no local.

Deve-se evitar ao máximo manipular estas lesões.

No tratamento utiliza-se substâncias clareadoras e peelings.

Cabe lembrar que certos tipos de lesões pigmentadas podem ser um sinal de câncer de pele, devendo ser sempre avaliadas por um especialista.






Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas