Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

16/07/2010
Como usar o estresse a seu favor?

Técnica é utilizada por mais de 50 milhões de pessoas no mundo, inclusive pelo Presidente Barack Obama

O estresse é um dos principais causadores de enfermidades no ambiente de trabalho, principalmente entre executivos e profissionais liberais. Mas, apesar dos muitos problemas de saúde que acarreta, na dose certa é fundamental para que se obtenha êxito nas atividades do dia a dia. Através das técnicas do PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE ESTRESSE, COORDENADO PELO FISIOTERAPEUTA E PROFESSOR FERNANDO FERNANDES é possível gerenciá-lo melhor, com uma reeducação da respiração, produzindo benefícios físicos e emocional, oferecendo uma melhor qualidade de vida.

O GERENCIAMENTO DE ESTRESSE é realizado através da mais moderna tecnologia do Biofeedback , utilizada em 20 países, por mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo, inclusive pelo presidente do Estados Unidos, Barack Obama, e proporciona um estado de relaxamento , vitalidade e energização ao mesmo tempo. É algo inovador onde se faz uso do que é mais moderno na tecnologia, com recursos milenares, fundindo-se em uma possibilidade rápida, prática e efetiva na administração do estresse e das emoções. O mesmo se inicia com uma entrevista no qual será avaliado o nível de estresse e os recursos até então que estão sendo utilizados para gerenciá-lo.

FERNANDO FERNANDES é fisioterapeuta e professor de pós-graduação em Acupuntura há 16 anos; com formação pela American College of Traditional Chinese Medicine (EUA) e formação em coach p.n.l. e hipnose ericksoniana pelo Instituto de Neuro-linguística Aplicada; membro do International Stress Management Association e autor do livro "O meu, o seu, o nosso estresse cotidiano: o que fazer quando a vida lhe provoca?"

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

O estresse não é uma doença, é uma reação do organismo a uma ou mais sobrecargas.
Trânsito, problemas financeiros, profissionais, familiares, situações de vida, doenças, álcool, drogas, acidentes, correria, insegurança, dificuldades com chefes, colegas, carro quebrado, etc., isso tudo faz nosso corpo produzir excesso de dois hormônios, Adrenalina e Cortisol.

Então começam os sinais de estresse:

* Diminuição do rendimento, erros, distrações e faltas na escola ou no trabalho.
* Insatisfação, irritabilidade, explosividade, reclamações.
* Indecisão, julgamentos errados, atrasados, precipitados, piora na organização, adiamento e atrasos de tarefas, perda de prazos.
* Insônia, sono agitado, pesadelos.
* Falhas de concentração e memória.
* Coisas que davam prazer se tornam uma sobrecarga.
* Uso de finais de semana para colocar o serviço em dia, ao invés de relaxar.
* Cada vez mais tempo com trabalho e menos com lazer. Parece que o dia normal de trabalho não é mais suficiente para o que tem que ser feito.
* Diminuição de entusiasmo e prazer pelas coisas, sensação de monotonia

Que levam aos sintomas do estresse:

* Cansaço
* Ganho ou perda de peso, má digestão, prisão de ventre e diarréia, gases, gastrites, úlceras.
* Baixa de resistência, infecções, gripes e outras viroses, por exemplo Herpes.
* Pressão Arterial alta, Colesterol alto, Arteriosclerose, Acidente Vascular Cerebral (AVC ou "Derrame"), Infarto, etc.
* Dores de cabeça, dores musculares, dores "de coluna", Fibromialgia.
* Bruxismo (significa ranger dentes durante o sono).
* Restlesslegs (pernas intranqüilas, principalmente na cama durante a noite).
* Acne, pele envelhecida, rugas, olheiras. Seborréia, queda de cabelos, unhas fracas.
* Diabetes.
* Diminuição de Libido, Impotência Sexual.
* Tentativa de relaxar com álcool, nicotina, drogas e excesso de comida, causando outras complicações no organismo.
* Doenças psicossomáticas.
* Ataques de ansiedade.
* Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).
* Ataques de Pânico [taquicardia, sudorese, falta de ar, tremor, fraqueza nas pernas, ondas de frio ou de calor, tontura, sensação de que o ambiente está estranho, que a pessoa "não está lá" (isso se chama desrealização), de que vai desmaiar, de que vai ter um infarto, de uma pressão na cabeça, de que vai "ficar louco", de que vai engasgar com alimentos, assim como crises noturnas de acordar sobressaltado com o coração disparando e com sudorese intensa].
* Depressão.

IMPORTANTE

1) Não precisa acontecer uma sobrecarga exagerada para estressar. Às vezes vários pequenos fatores se acumulam e sobrecarregam o organismo.
2) Sobrecargas "boas" também podem estressar. Exemplos: comprar, reformar, construir casa, promoção no trabalho com novos desafios, casamento, ganhar na loteria e ter que investir o dinheiro.
3) Com o tempo aprendemos a controlar, administrar e conviver com os problemas que nos sobrecarregam e causam ansiedade. Cada pessoa tem um limite de problemas que ela consegue administrar, isso é individual.
Você não precisa se livrar de todos os seus problemas para melhorar, basta chegar à quantidade que você consegue administrar sem estressar.

Veja mais sobre o assunto em nossa coluna de Ortopedia e Saúde com Dr. Roberto Ranzini

Veja mais sobre o assunto em nossas colunas de Beleza e Estética com Orlando Sanches





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas