Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

24/09/2010
Escove seus dentes corretamente

Você já parou para olhar a sua escova de dentes de perto? Ela está velha, deformada e cheia de restos de alimentos? Muitas pessoas capricham na escovação, mas esquecem de caprichar nos cuidados com a escova.

Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Higiene Pessoal, o brasileiro troca a sua escova a cada 14 meses, em média. Este número está bem longe do recomendado pelos dentistas, que é de três meses. A troca com freqüência, à escolha da escova adequada e os cuidados na hora de guardá-la são indispensáveis para uma higiene oral eficiente.

Não é por acaso que a escova precisa ser trocada a cada três meses. Uma escova de dentes nova é 30% mais eficaz do que outra com alguns meses de uso.

"O que remove a placa bacteriana são as pontas das cerdas. Se elas estão desgastadas e tortas, não vão alcançar todos os lados dos dentes e não vão remover a placa", explica Paulo Oriani, cientista da área de Oral Care da Johnson & Johnson.

Escolhendo as melhores cerdas

Para evitar que as cerdas se deformem, muitas pessoas compram escovas com cerdas duras. Só que, além de não limparem mais, essas cerdas podem machucar a gengiva e desgastar o esmalte dos dentes.

Por isso, os dentistas recomendam o uso de escovas com cerdas macias e cabeça pequena. "Com uma escova de cabeça pequena, você é obrigado a dar um tratamento individual para cada parte da boca. Já com a cabeça grande, tem gente que pensa que são duas escovadas e pronto", conta Oriani.

A pressa é inimiga da escovação

Depois de acertar na escolha da escova, é hora de caprichar na escovação. A maioria das pessoas gasta apenas 40 segundos escovando os dentes. Acontece que uma limpeza eficiente leva, no mínimo, três minutos!

A pasta de dente facilita a remoção da placa e o polimento dos dentes, além de conter flúor, que previne o aparecimento de cáries. Mas ela não deve ser usada em grande quantidade, pois o excesso de flúor pode manchar os dentes.

Uma vez terminada a escovação, nada de jogar a escova dentro do armário de qualquer maneira. "O melhor é lavar bem a escova e secá-la o máximo possível. Também não é bom deixar as cerdas em contato com alguma superfície", alerta Oriani.

Se a escova for guardada ainda úmida dentro de um ambiente fechado, pode tornar-se o ambiente ideal para o crescimento de bactérias.

E a escova das crianças?

Para a criançada, valem as mesmas regras que para os adultos: cabeça pequena e cerdas macias. As escovas feitas especialmente para crianças também contam com um cabo menor, facilitando o seu uso. Muitas ainda trazem atrativos para estimular os pequenos a escovarem os dentes, tornando a escovação muito mais divertida.





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas