Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

01/10/2010
Caminhada sem orientação, pode ser “tiro pela culatra”

Doença que afeta grande parte da população idosa, a artrose é caracterizada pelo desgaste da cartilagem que existe entre algumas articulações. Esse desgaste está relacionado a condições bioquímicas do organismo e pode acontecer em qualquer articulação, porém, as mais freqüentes são nos joelhos.

O controle da doença já preocupa a Organização Mundial da Saúde (OMS) visto que o Brasil é o sexto país do mundo com o maior número de pessoas idosas. “São muitos os motivos que desencadeiam a artrose. Nos joelhos, um fator importante é o excesso de peso, pois essas articulações são sobrecarregadas e começam a sofrer o desgaste. Mas, a artrose pode estar ligada a doenças reumatológicas e inflamatórias. Ou ainda, fatores de caráter ortopédico, como por exemplo, joelho valgo (voltado para o lado de dentro) e joelho arqueado (voltado para o lado de fora). Ou mesmo, em indivíduos com lesões de ligamentos e meniscos e fraturas”, explica o ortopedista e chefe do Instituto do Joelho HCor, Dr. Rene Abdalla.

Exercícios na água são recomendados - Para quem já tem a doença, os sintomas podem ser minimizados através de exercícios físicos orientados, fisioterapia e hidroterapia são indicadas para pacientes que possuem artrose. A água é uma grande aliada, pois os exercícios são realizados sem muito esforço e com ótimos resultados.

A caminhada não está indicada, enquanto houver dor. “A pessoa deve primeiramente procurar um especialista que irá orientá-la a realizar um trabalho de equilíbrio, para depois caminhar. Com isso, evita-se a sobrecarga das articulações afetadas”, recomenda.

A artrose é uma doença muito dolorosa, que causa um forte desconforto. Segundo Dr. Rene Abdalla, como a cartilagem entre os ossos está muito desgastada, ocorre um aumento da intensidade do atrito entre um osso e outro. “A dor pode deixar as pessoas irritadas, por não conseguirem a mobilidade de antes. Além disso, essa dor se agrava no momento de realizar atividades do dia a dia, como, por exemplo, subir e descer escadas, caminhadas de longa distância, ou mesmo tarefas mais simples, como limpar a casa, ou permanecer em pé para lavar a louça ou cozinhar. Quando há inflamação, pode ocorrer inchaço da articulação e a pele pode ficar quente e avermelhada”, explica.

O especialista explica que uma dor articular persistente, mesmo de pouca intensidade, deve ser investigada, pois pode significar o início do desgaste articular. Por isso o diagnóstico precoce é essencial, pois permite a adoção de múltiplos tratamentos para controlar a sua evolução. Alimentação saudável, atividade física, exposição ao sol, desde cedo, são algumas das recomendações para a prevenção.

Veja mais sobre o assunto em nossa coluna de Ortopedia e Saúde com Dr. Roberto Ranzini





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas