Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

28/01/2011
Paulistanos acima do peso

A Campanha Escolha Saúde, iniciativa da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e do Instituto Minha Escolha, traçou um pequeno retrato da situação dos paulistanos em relação ao peso corporal em 2010. De acordo com amostragem realizada no final do ano passado, 59,4% dos 250 participantes estavam acima do peso. Entre todos que receberam orientação, 18% já apresentam um quadro classificado como obesidade (IMC>30), sendo que destes 60,8% são homens e 39,2% são mulheres.

Além disso, 39,7% se mantêm na faixa de peso considerada saudável com a ressalva de que uma grande parcela destes encontra-se na área limítrofe da referência considerada para um peso normal.

A avaliação é da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e do Instituto Minha Escolha, que realizaram um dia de atendimento médico e nutricional no Parque Villa Lobos, em SP.

Segundo a nutricionista Carolina Godoy, do Instituto Minha Escolha, ao olharmos para o Brasil, este cenário se repete. De acordo com a POF (Pesquisa do Orçamento Familiar), divulgada no final de 2010, o sobrepeso atinge hoje 48% das mulheres e 50,1% dos homens acima de 20 anos. Além disso, 30% das crianças entre 5 e 9 anos de idade e cerca de 20% da população entre 10 e 19 anos também sofrem com o problemas de peso.

Obesidade e mudança de hábito

Segundo a nutricionista do Instituto Minha Escolha, as causas que levam mais da metade da população a estar acima do peso resumem-se ao seu estilo de vida atual. "As causas estão ligadas ao alto consumo energético. Excesso de gorduras saturadas e trans, muito sal e tudo isso aliado a pouca atividade física, ou seja, às ?escolhas? saudáveis ou não do indivíduo", explica Carolina Godoy.

A mudança de hábitos é algo que exige muita determinação e força de vontade, mas pequenas modificações no dia-a-dia já podem fazer a diferença."Sabe-se que é muito difícil mudar o estilo de vida, mas isso é fundamental tanto para quem quer perder ou manter seu peso. Todos os comportamentos relacionados à escolha alimentar, à prática de atividade física e a hábitos como tabagismo e consumo de bebida alcoólica devem ser analisados para que se saiba o que precisa ser modificado", explica o Presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), Dr. Ricardo Meirelles.

Atribuída a aspectos ambientais, genéticos e comportamentais, a obesidade é o maior problema de saúde pública da atualidade. Desde 1980, o número de obesos dobrou e atualmente já são 300 milhões no planeta. 

O excesso de gordura no corpo desencadeia e piora uma série de problemas de saúde que poderiam ser evitados por um estilo de vida saudável, como doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e aumento do triglicérides e colesterol. A boa notícia é que a perda de peso, na maioria dos casos, leva à cura ou ao controle dessas doenças, com a diminuição do colesterol e redução da glicose no sangue.

Pensando nos milhões de brasileiros que já sofrem com o excesso de peso e nas proporções em que a doença vem se desencadeando, a Campanha Escolha Saúde, uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e o Instituto Minha Escolha, busca orientar a população sobre hábitos alimentares saudáveis e a importância da prática de exercícios físicos e acompanhamento médico e nutricional.

Serviço:
www.escolhasaude.org.br

Veja mais em nosso Modulo de “Por Dentro do Seu Alimento” com Dra. Nicole Valente





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas