Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

04/03/2011
Cálcio: mil e uma utilidades

O cálcio pode não apenas trazer benefícios para seus dentes e ossos, mas também pode fazê-lo emagrecer. Uma pesquisa da Univer sidade do Tenesse, em Knoxville, mostra que o consumo de alimentos ricos em Cálcio ajuda na perda de peso.

Após alguns experimentos bem sucedidos em ratos, o pesquisador-chefe Michael B. Zemel começou a estudar o efeito do cálcio no corpo da mulher quanto a capacidade de queima e armazenamento de gordura, esperando um resultado similar ao encontrado nos ratos. Apesar de a dose diária recomendada de cálcio recomendada para as mulheres seja de 1000 miligramas, Zemel recomenda que elas tomem 1500 miligramas diariamente se elas estão tentando perder peso. Derivados do leite são a melhor fonte de cálcio, mas cereais matinais, suco de laranja, leite de soja, almôndegas, feijão branco, e brócoli s também são ótimas alternativas para fontes de cálcio.

Os suplementos são eficazes também, mas não exagere. Uma overdose de cálcio pode causar constipação intestinal e náuseas. É interessante lembrar que o leite, assim como seus derivados, podem causar alergias em determinadas pessoas mais propensas. Estas alergias se manifestam como dermatite alérgica com coceira, rinite alérgica e asma.

Cálcio, osteoporose e hipertensão

Baixa ingestão de cálcio está associada a um risco maior de desenvolvimento de osteoporose e hipertensão, em mulheres na pós-menopausa.

Mulheres na pós-menopausa que consomem pouco cálcio estão expostas a um risco maior de desenvolver hipertensão, conjuntamente com osteoporose, em comparação àquelas que consomem uma quantidade maior de cálcio por semana

A osteoporose é uma doença prevenível. A prevenção envolve alimentação saudável; exercícios físicos regulares; exposição ao sol; proteção medicamentosa dos ossos durante o uso prolongado de glicocorticóides e anticonvulsivantes; a correta reposição de hormônios tireodeanos; o consumo de álcool com moderação; a interrupção do fumo e a implementação de exames médicos de rotina e de procedimentos que evitem as quedas na terceira idade.

"A alimentação é uma arma poderosa no combate à osteoporose. Ela garante um aporte adequado de cálcio para a mineralização óssea durante praticamente toda a vida", afirma o reumatologista.

Após a menopausa, a redução do hormônio feminino causa a perda de cálcio e pode haver necessidade de suplementação do mineral. “Mas em ambos os sexos, há uma progressiva redução na absorção de cálcio com o avançar da idade e a suplementação deste mineral pode prevenir a perda óssea e aumentar a densidade mineral óssea. Entretanto, se já houver osteoporose manifesta, essa medida deve se associar ao uso de medicamentos para evitar a perda progressiva ou até mesmo propiciar o ganho de massa óssea", explica o diretor do Instituto de Reumatologia e Doenças Osteoarticulares.

De uma maneira geral, a suplementação de cálcio deve ser de 1000 a 1500mg de cálcio elementar/dia, após a menopausa, para a mulher, e após os 60 anos, para o homem. Um cuidado especial deve ser observado em relação às pessoas com propensão a perda de cálcio pela urina e aos formadores de cálculos, pois, nesses casos, a administração do cálcio é contra indicada. “Na impossibilidade da suplementação de cálcio, os laticínios são as melhores fontes de cálcio da dieta. O iogurte (400mg em 200ml), o leite (300mg em 200ml) e o queijo (400mg em 150g) devem fazer parte do cardápio destas pessoas”, diz o reumatologista Sergio Bontempi Lanzotti, do Instituto de Reumatologia e Doenças Osteoarticulares (Iredo).





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas