Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

12/08/2011
Perca barriga e a flacidez em um só procedimento

Você possui peso adequado, mas mesmo assim continua com aquela saliência na barriga? Com tantos regimes sua barriga ficou flácida e você já não sabe mais o que fazer? Alimenta-se bem, faz exercícios físicos, mas as gordurinhas teimam em ficar armazenadas no abdômen? Saiba que não é o fim e seu problema tem solução!!

Conquistar um abdômen impecável e livre da flacidez é possível através da Lipoabdominoplastia. “A lipoabdominoplastia combina benefícios de duas cirurgias plásticas: a lipoaspiração e a abdominoplastia. A lipo retira a gordura excedente e a segunda remove excesso de pele flácida. Indicada a pacientes que associam gordura e flacidez, e não somente gordura ou somente flacidez”, afirma o cirurgião plástico Rogério Schutzler Gomes.

Essa técnica trouxe segurança e excelentes resultados estéticos em um único procedimento. Não se trata apenas de associar uma lipoaspiração durante a cirurgia do abdômen, mas sim reduzir áreas de descolamento, preservar irrigação sanguínea, reduzir a perda de sensibilidade e aprimorar o contorno corporal.

A cirurgia é iniciada com a aplicação de uma solução no tecido gorduroso, o que facilita a execução da técnica cirúrgica e diminui o sangramento. A lipoaspiração trata a camada gordurosa, respeitando as características do tecido. Quando o objetivo é remover mais gordura é usado cânulas de alto poder de sucção. Para a camada superficial é utilizando cânulas de menor calibre. Após a lipoaspiração é retirado o excesso de pele abaixo do umbigo, à incisão é feita de maneira que a cicatriz possa ser coberta pela calcinha ou biquíni. É realizado um descolamento seletivo, apenas o bastante para identificar e reposicionar os músculos abdominais, suturando um ao outro. O umbigo é preservado, sendo que restará uma cicatriz ao redor dele, ajustando o excesso de pele e fechando o local da incisão (corte) na região abdominal baixa. Essa cirurgia obtém resultado estético bem superior à técnica convencional, devido ao emagrecimento da gordura, preservação da anatomia da região abdominal, fechamento da musculatura, retirada da flacidez de pele e harmonização de toda a silhueta.

A anestesia usada é peridural, mas em alguns casos são feitas as intervenções sob anestesia geral.

Não há necessidade de uso de drenos, apesar de alguns cirurgiões os utilizarem por preferência pessoal. Nos primeiros 7 a 10 dias, o paciente é orientado a manter uma postura semi-fletida inclusive ao caminhar. Atividade física deve ser evitada por cerca de um mês e meio. E nesse período, uma cinta elástica deve ser usada. Sessões de drenagem linfática são indicadas para evitar o acumulo de líquidos e desinchar após os primeiros dias de pós-operatório.

A cicatriz abdominal pode ser ajustada para ficar mais baixa estilo (Saint-Tropez) ou mais elevada lateralmente (tipo guidão de bicicleta)

Os riscos são os comuns a todas as cirurgias, mas a preparação pré-operatória que o médico faz em cada paciente e a ponderação da possível associação desta cirurgia a outras evitam que eles aconteçam, afirma o médico.





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas