Saúde
Colunistas
Artigos dos colunistas      Teste do Cochilo      Teste Saúde Digestiva      Entrevistas      Descubra seu tipo de Relacionamento

26/08/2011
Ácido fólico é muito importante para o desenvolvimento saudável do feto

A gravidez é considerada um dos momentos mais mágicos na vida do ser humano. A chegada do bebê é sempre esperada com muitas expectativas e sonhos e é neste período que a mulher precisa redobrar a sua atenção com a alimentação e, principalmente, com a sua saúde garantindo uma vida plena para o bebê e também para ela.

Toda a mulher antes mesmo de engravidar tem que estar com a saúde em dia e alinhar-se junto ao seu médico sobre todas as necessidades para que a gravidez corra com tranqüilidade. Mas um fato é válido para qualquer mulher que vá engravidar: ela terá que tomar ácido fólico.

O ácido fólico é uma substância da família de vitaminas do grupo B e é capaz de diminuir os riscos de malformação congênita, em especial, de doença do tubo neural (DTN), ou seja, de anomalias funcionais ou estruturais do recém-nascido. Esses problemas são produzidos logo nas primeiras semanas de vida e uma vez instalados não há mais reversão.

“A ingestão de ácido fólico é essencial para o desenvolvimento do feto, inclusive no período pré-gestacional. A vitamina é capaz de reduzir em até 70% a probabilidade de uma gestação com feto portador de doença do tubo neural e de outros defeitos congênitos também”, afirma Victor Bunduki, Professor da Faculdade de Medicina da USP e especialista em Medicina Fetal.

A incidência de malformações varia de acordo com cada país e região. “No Brasil, 50% das gravidezes não são planejadas, podendo levar a uma taxa de 5 nascimentos em cada 10000 bebês nascidos”, completa o especialista.

O Ministério da Saúde recomenda administração preventiva de ácido fólico no período pré-gestacional na dose de 5 mg, via oral, ao dia, durante 60 a 90 dias antes da concepção para prevenção de defeitos congênitos do tubo neural, independente do risco, para todas as gestantes.

“O benefício preventivo da suplementação com ácido fólico é proporcional à dose ingerida, sendo que doses como a de 5 mg, garantiriam a prevenção na população geral de mulheres em, idade reprodutiva e que planejam engravidar, e , mais especificamente, naquelas com alto risco de desenvolverem um feto com DTN ou em mulheres com baixa aderência à suplementação”, conclui Bunduki.


Veja mais sobre Ministério da Saúde no "Canal Direto"





Mais Matérias

Veja mais

26/09/2016 - Convulsão: doença ou sintoma?


16/05/2016 - 10 motivos para cuidar de seus pés


16/05/2016 - Falta de Vitamina D afeta a fertilidade!


29/03/2016 - Perda de audição pode começar logo na infância!


29/03/2016 - Quando o cansaço pode acusar que a saúde não vai bem?




Clique aqui e veja todas as matérias

Encontre os melhores preços de medicamentos e leia bulas