Entrevista
DEGENERAÇÃO MACULAR: Como conhecer, como combater

O que é a degeneração macular e o que a doença provoca na visão do paciente?

Drª Elaine Alarcom: Degeneração Macular é a lesão da mácula do olho. A mácula é a região central da retina responsável pela melhor qualidade de visão, nítida, detalhada e em cores. Sempre que queremos olhar para alguma coisa, nós utilizamos a mácula. Ela nos confere a visão central, nos dá a capacidade de leitura, ver detalhes. É a principal causa de perda visual central em pessoas com mais de 50 anos de idade.

Quando a mácula perde sua função há um borramento da visão ou uma distorção da imagem, das letras na região central. Isso torna impossibilitada a leitura ou a execução de qualquer trabalho minucioso (como passar linha pela agulha ) .

O check-up completo pode antecipar o diagnóstico da degeneração?

Drª Elaine Alarcom: Sim, através do check-up oftalmológico. O exame periódico dos olhos por um oftalmologista deve fazer parte dos cuidados gerais da saúde para a detecção de problemas antes que se tornem sérios. Isso é especialmente importante em quem tem história familiar de problemas retinianos. Quanto mais precoce o diagnóstico, mais eficiente pode ser o tratamento da degeneração.

Existem tipos diferentes da doença?

Drª Elaine Alarcom: Sim, há 2 tipos de degeneração macular mais freqüentes : seca ( atrófica ) e úmida

(exsudativa ou cistóide).

A seca é o tipo mais comum, sendo mais de 80% causada pelo envelhecimento (senil). O tecido retiniano sofre um afinamento com perda gradativa e, muitas vezes parcial, da visão. É caracterizada pela formação de pequenos depósitos amarelos sob a mácula. Estes depósitos são chamados de “drusas” e podem fazer com que a mácula fique mais fina e completamente ressecada. A exsudativa também chamada de hemorrágica, ocorre em 10% dos casos.Vasos anômalos se formam na região macular, vazando líquido e sangue. Esse extravasamento leva à distorção da imagem, embasamento da visão e alteração das cores. A perda visual pode ocorrer de maneira bastante rápida e severa.

Às vezes a forma seca se transforma em úmida conforme vasos anormais são formados sob a mácula.

Quais são as causas da doença?

Drª Elaine Alarcom: Muitas pessoas desenvolvem a degeneração macular como parte de um processo de envelhecimento do organismo. Raramente ela tem caráter hereditário. Traumas, infecções, inflamações e altas miopias podem também lesar o tecido retiniano.

A exposição à luz solar pode danificar a mácula quando os raios ultravioletas interagem com o oxigênio, radicais livres (moléculas com pares desequilibrados de elétrons) são gerados. Estes radicais livres podem danificar as células da mácula causando a formação de toxinas (drusas) e algumas vezes o crescimento de finos vasos sanguíneos sob a mácula.

Como se dá a evolução desta doença? Ela pode chegar à cegueira total do paciente?

Drª Elaine Alarcom: A degeneração macular pode afetar um ou os dois olhos. Na forma seca a perda de visão central é gradual; sua extensão está relacionada com a localização e quantidade de afinamento macular causado pelos depósitos amarelados. As pessoas com a forma úmida têm uma perda de visão mais rápida (semanas ou meses) por causa do rompimento de vasos ou sangramento sob a mácula.

A degeneração macular por si nunca leva à cegueira total, pois embora ocorra a redução da visão central, ela não afeta a visão periférica. Mas, ela pode causar uma visão subnormal, um problema em que os óculos comuns não são capazes de proporcionar uma visão nítida.

Quais os sintomas da degeneração macular?

Drª Elaine Alarcom: A degeneração macular pode causar diferentes sintomas em diferentes pessoas. Algumas vezes, um olho é afetado, enquanto o outro permanece com boa visão durante muitos anos.

Nas fases iniciais, os sintomas podem ser bastante discretos a ponto de a pessoa ter dificuldade em perceber o problema. Quando os dois olhos são afetados, a leitura e o trabalho próximo tornam-se difíceis.

Os sintomas mais comumente encontrados são:

* as cores tornam-se pálidas,
* as palavras de um texto tornam-se borradas,
* as linhas retas tornam-se distorcidas, parecem onduladas ou trêmulas,
* percebe-se uma mancha escura ou embaçada no centro da visão,
* podemos encontrar associados a sensação de visão dupla e a visão de flashes de luz ou pontos escuros.

Essa alteração física está relacionada com a idade? É hereditária ou pode ser provocada por alguma doença como a diabetes?

Drª Elaine Alarcom: Na maioria dos casos, ela ocorre na terceira idade, sendo por isso freqüentemente chamada degeneração macular relacionada a idade ( DMRI ). Entretanto, a doença pode também decorrer de fatores hereditários, e neste caso, é então chamada degeneração macular juvenil. A doença pode, ainda, decorrer de infecções, inflamações, altas miopias que podem lesar o tecido retiniano, ou por diabetes ou alteração nutricional.

Existe cura para a degeneração macular? Quais os tratamentos ou técnicas aplicados que apresentam melhores resultados?

Drª Elaine Alarcom: Existe prevenção, controle e tratamento.

Na degeneração macular tipo seco, pesquisas são realizadas para saber se uma suplementação vitamínica poderia auxiliar na sua prevenção. Componentes antioxidantes tais como as vitaminas C, E, A (carotenóides ) e minerais como selênio, zinco, manganês e cobre, além da luteína, parecem ajudar as células da mácula a combater os danos causados pelos radicais livres. Conforme envelhecemos, nossos organismos perdem estes mecanismos de defesa natural.

A degeneração macular exsudativa ou úmida pode, em alguns casos, ser tratada com fotocoagulação a laser evitando-se a progressão da doença. Como novidade terapêutica temos a terapia fotodinâmica que associa um medicamento especialmente desenvolvido com os raios de um novo tipo de laser. O tratamento consiste em injetar o medicamento em uma das veias do braço do paciente. Este se espalha pelo corpo, concentrando-se nos vasos anormais da retina. Em seguida, esses vasos são destruídos por pulsos de luz do laser dirigidos para a retina do paciente. O paciente deve se proteger da luz do sol por um período de 24 a 48 horas. O tratamento não reverte a perda de visão ocorrida anteriormente, mas evita danos adicionais à visão. Em alguns casos, pode ser necessário a repetição do tratamento uma vez por ano.

Há algum tipo de alimentação que pode ser recomendada para pacientes que desenvolvem esta doença?

Drª Elaine Alarcom: Recomendações atuais relacionadas à prevenção da doença macular incluem a ingestão de uma dieta balanceada e pobre em gorduras (evitando elevados níveis de colesterol), rica em vegetais e folhas verdes tais como espinafre e couve.

Há alguma recomendação sobre o que o paciente pode fazer para não piorar o estado da visão, como evitar raios solares, por exemplo?

Drª Elaine Alarcom: Existem recomendações importantes para a prevenção e tentativa de não evolução da doença como a proteção dos olhos contra os raios ultravioletas usando lentes claras e/ou óculos escuros de sol com proteção ultravioleta (do tipo UVA/UVB ) maior que 97%.

Fazer exercícios regularmente e parar ou nunca começar a fumar também são importantes.

Qual a importância do exame oftalmológico de rotina para a prevenção desta doença?

Drª Elaine Alarcom: Os danos à visão central são irreversíveis, mas a detecção precoce da degeneração macular e os cuidados mediante supervisão de um especialista podem ajudar a controlar alguns dos efeitos e evolução da doença.

Existe algum teste que o leitor possa fazer no jornal impresso, tipo a Grade de Amsler? Pode nos enviar junto com as respostas?

Drª Elaine Alarcom: O teste realizado com a “GRADE DE AMSLER” , pode ajudar o leitor a verificar algum tipo de distorção de imagem em sua visão central. Ele consiste em, ocluindo um olho de cada vez, olhar para o ponto central deste quadrado e tentar perceber se existe alguma ondulação ou distorção em alguma das linhas e quadradinhos existentes. Se isto ocorrer, informe logo ao seu oftalmologista e antecipe seu exame oftalmológico de rotina.


Grade de amsler conforme pode aparecer nas pessoas com visão normal.




Grade de Amsler conforme pode aparecer para uma pessoa com Degeneração Macular Relacionada à Idade.




Imagem Borrada que simula a visão do portador de Degeneração Macular Senil

Serviço
Vita Check-up Center
Rua Gildásio Amado, 55/grupo 1107
Edifício Centro da Barra
Rio de Janeiro – RJ.
Tel: 2493-8863.

Compartilhar




Veja todas as entrevistas

O que é, afinal, Diabetes Gestacional? Dr. José Bento, Ginecologista e Obstetra, responde!

Ingredientes nacionais e excelência, levam, novamente, ALEX ATALA, ao reconhecimento internacional!

Xuxa faz 51 anos, bem disposta, confiante e com novos projetos!

José Neto, Campeão do NBB (Novo Basquete Brasileiro)

Esclareça suas dúvidas sobre INDIGESTÃO!

Dr. Paulo Hoff, médico das celebridades!

Prof. Dr. Mauricio Simões Abrão

Antonio Britto, Presidente da Interfarma!

Alimentação equilibrada garante bem-estar e peso adequado

Malu Mader aposta no café da manhã!

Como os atores do Mamma Mia mantém a forma?

Dieta rica em fibras melhora as funções intestinais e promove bem-estar

Qual a melhor maneira de começar uma atividade física com o Personal Trainer Carlos Klein!

Cirurgia bariátrica: o futuro da técnica de gastrectomia vertical

Dúvidas comuns sobre a cirurgia plástica de redução dos seios

Paulo Ricardo, um sucesso!

Fernando Meligeni, um nome eterno no tênis!

Jacqueline Dalabona, elegância, talento e beleza!

Orientações de urologista, Dr. Amilcar Martins Giron!

A nova musa da TV: Patrícia Maldonado

Tire suas dúvidas sobre bebidas das festas com Gianni Tartari, Sommelier Renomado

Dra Tanit Ganz Sanchez - Zumbido tem cura?

Homeopatia: mais simples do que parece

Entrevista com Prof. Dr. Mauricio Simões Abrão

Entrevista com Luciana Vendramini

DEGENERAÇÃO MACULAR: Como conhecer, como combater

Dr. Marco Antonio Munia

O que mais te incomoda nos planos de saúde?

os preços
a burocracia para agendar exames
a burocracia para internações
a consulta, muito rápida, com os médicos
dificuldades para cancelar o plano
não tenho plano de saúde



:: Resultado Parcial